como-escrever-um-livro-de-ficcao

Como escrever um livro de ficção? 5 dicas essenciais

Escrever um livro de ficção é um sonho para muitos. É a chance de criar mundos, vidas e histórias que podem entreter, emocionar e inspirar os leitores. É, também, a oportunidade de uma grande realização pessoal, de despejar criatividade. No entanto, a jornada do escritor é repleta de desafios, incertezas e, claro, momentos de pura criação e desenvolvimento. A escrita é um ato de paixão, que requer grande disciplina. E sempre surge aquela pergunta-chave: “Como escrever um livro de ficção?”

Para os novos escritores, iniciar essa jornada pode parecer uma tarefa assustadora, mas com as ferramentas e boas práticas certas, transformar ideias em um manuscrito completo é perfeitamente possível. 

Este texto dará 5 dicas essenciais para navegar no caminho da escrita de ficção, começando com a inspiração e originalidade até o conhecimento profundo dos personagens que habitam suas histórias.

Boa leitura!

O que caracteriza um texto de ficção?

O texto de ficção é costumeiramente associado ao gênero literário narrativo que se caracteriza pela criação de narrativas imaginárias, não limitadas pelos fatos. Embora possa inspirar-se em eventos ou emoções reais, seu cerne reside na capacidade do escritor de inventar mundos, personagens, situações e diálogos que transcendem o cotidiano. 

A ficção permite aos leitores explorar universos alternativos, viver vicariamente através de personagens complexos e enfrentar dilemas morais ou situações que raramente encontrariam na realidade.

Existem várias subcategorias na ficção, incluindo, mas não se limitando a, fantasia, ficção científica, romance, mistério e horror, cada uma com suas próprias convenções e expectativas. 

No entanto, independentemente da categoria e estilo literário, alguns elementos são universais na ficção:

  • Personagens: a alma de qualquer história de ficção, os personagens são criados com profundidade e complexidade, evoluindo ao longo da narrativa. 
  • Enredo: a trama é o esqueleto da história, uma sequência de eventos e conflitos que se desenvolvem de maneira coesa, guiando o leitor através da experiência narrativa.
  • Ambiente: o cenário onde a história se desenrola, que pode ser tão realista quanto uma cidade contemporânea ou tão fantástico quanto um universo inteiramente novo, com sua própria biologia, geologia e demais características.
  • Ponto de vista: a perspectiva através da qual a história é contada, influenciando como a informação é apresentada ao leitor e como interpretam a narrativa.
  • Estilo e tom: a escolha da linguagem e o tom da narrativa moldam a atmosfera da história e afetam a resposta emocional do leitor.

Além desses elementos, a ficção frequentemente explora temas profundos e questões universais, permitindo uma rica interação entre o texto e o leitor. Através da ficção, escritores têm a liberdade de questionar, provocar, consolar e entreter, tornando-a uma forma de arte tão diversa quanto a própria humanidade.


Prepare a publicação do seu livro, acesse o nosso blog: Como preparar um livro para ser publicado no Clube de Autores? | Blog Clube de Autores


Como escrever um livro de ficção? 5 Dicas que vão te ajudar

como-escrever-um-livro

Agora que estamos entendidos sobre o conceito de “livro de ficção”, partiremos para as 5 dicas que selecionamos para ajudar você na construção do seu primeiro livro de ficção.

1. Inspire-se, mas seja original

A inspiração é fator essencial no desabrochar da criatividade. Ela pode vir de qualquer lugar: uma conversa ouvida por acaso entre estranhos na rua, uma viagem a um lugar novo, um livro que não conseguimos largar, ou até mesmo a partir dos sonhos. Escritores devem manter seus sentidos atentos e sua mente aberta. No entanto, a chave não é simplesmente replicar o que já existe, mas sim usar essas inspirações como um gatilho para suas próprias ideias originais.

Cultivar a originalidade significa explorar diferentes possibilidades, fazer perguntas do tipo “e se?” e não ter medo de desviar-se das convenções. Lembre-se de que mesmo os temas mais comuns podem se transformar em algo novo e emocionante por meio de uma nova perspectiva ou abordagem. 

2. Conheça seus personagens

Os personagens são o coração de qualquer história de ficção. São eles que guiam os leitores através da narrativa, provocando empatia, raiva, amor ou qualquer gama de emoções. Por isso, é crucial dedicar tempo para conhecê-los profundamente. 

Antes de escrever a primeira linha da sua ficção, crie as fichas do seu personagem. Comece por uma biografia detalhada para seus personagens principais e secundários, mesmo que nem todos os detalhes apareçam no livro. Entenda suas motivações, medos, desejos e segredos. Perguntem-se como suas experiências de vida moldaram suas personalidades e como elas reagiriam em diferentes situações.

Uma técnica útil é colocar seus personagens em cenários hipotéticos fora da trama do seu livro. Como eles reagiriam a uma situação de conflito? O que eles fariam se ganhassem uma grande quantia de dinheiro inesperadamente? Exercícios como esses ajudam a revelar nuances dos personagens que podem ser usadas para enriquecer sua história.

Lembrar que seus personagens devem crescer e mudar ao longo do livro também é essencial. A evolução deles é o que os torna memoráveis e realistas. Portanto, planeje suas jornadas cuidadosamente, garantindo que as mudanças que ocorrem sejam tanto desafiadoras quanto transformadoras.

Para entender como criar personagens memoráveis, acesse: Como criar personagens para uma história de ficção?

3. Aceite o bloqueio criativo como parte do processo

O bloqueio criativo é uma experiência corriqueira entre escritores. Pode ser frustrante não conseguir escrever, ficando incapaz de produzir uma única palavra, especialmente quando o prazo de entrega se aproxima ou quando você tem uma meta diária de palavras a cumprir. 

No entanto, aceitar o bloqueio criativo como parte do processo criativo é essencial. Ele não é um sinal de falha ou falta de talento, mas sim uma indicação de que sua mente pode precisar de uma pausa ou até mesmo de novas inspirações.

Quando enfrentar o bloqueio, mude sua rotina. Saia para caminhar, explore novas paisagens, leia algo fora do seu gênero usual, ou dedique-se a um hobby diferente. Muitas vezes, a solução para um problema na sua escrita surge quando você menos espera, enquanto sua mente está ocupada com outras coisas. 

4. Escreva regularmente

Desenvolver o hábito de escrever regularmente é um dos pilares para o sucesso na escrita de um livro. Não é necessário escrever milhares de palavras diárias; o importante é a consistência. Estabeleça uma rotina que se encaixe no seu estilo de vida e se comprometa com ela. Isso pode significar escrever por uma hora todas as manhãs, dedicar as noites de escrita, ou estabelecer uma meta de palavras para cumprir semanalmente.

O hábito da escrita ajuda a manter a história fresca na sua mente e facilita o processo criativo. Além disso, à medida que você constrói o hábito de escrever, descobrirá que se torna cada vez mais fácil superar a inércia inicial e mergulhar no mundo da sua história. Lembre-se, a perfeição é inimiga do progresso; o objetivo é colocar as palavras no papel, refinando-as mais tarde.

5. Revise e Reescreva

A revisão e a reescrita são fases cruciais no processo de criação de um livro. Muito raramente um manuscrito estará perfeito na sua primeira versão, mesmo que você confie plenamente na sua escrita. A arte de escrever está em revisitar o texto, polir suas frases, aprofundar o desenvolvimento dos personagens e da trama, e garantir que o ritmo e o tom estejam consistentes em toda a obra.

Após completar seu rascunho de manuscrito, dê um tempo antes de começar a revisão. Afastar-se do texto por algumas semanas pode fornecer a distância necessária para ver o trabalho com novos olhos. Ao revisar, esteja aberto a fazer grandes mudanças — isso pode significar reescrever capítulos inteiros, mudar o ponto de vista ou até mesmo alterar o final da história.

Considere também o feedback de leitores beta, pessoas que leem seu livro com um olhar crítico e que dão sugestões valiosas. E, se possível, trabalhe com um editor profissional, que pode oferecer insights profundos sobre como melhorar seu livro em todos os aspectos, desde a estrutura da narrativa até a precisão da linguagem.

Lembre-se, cada revisão é uma oportunidade de aprimorar sua história, aproximando-a da versão que você sempre imaginou. A escrita é um processo de constante aprendizado, desenvolvimento e evolução, e cada passo nesse processo é crucial para o desenvolvimento de sua obra.


Melhore a experiência de leitura do seu livro para seu público-alvo: Capa de um livro: entenda a importância para uma boa primeira impressão do leitor


Conclusão sobre como escrever um livro de ficção

A jornada de escrever um livro de ficção é desafiadora e recompensadora. As etapas que descrevemos — da inspiração e originalidade no desenvolvimento de personagens, à aceitação do bloqueio criativo como parte do processo, à disciplina de uma rotina de escrita regular, e ao trabalho de revisão e reescrita — são fundamentais para transformar uma ideia em uma obra completa e bem acabada. 

Cada escritor encontrará seu próprio caminho através dessas fases, armado com persistência, paixão pela narrativa e a vontade de aprender e crescer no meio literário. Lembre-se, não existe um único caminho para a escrita de ficção; o que funciona para um escritor pode não funcionar para outro. O importante é encontrar o seu caminho, mantendo-se fiel à sua voz e à sua visão. 

Escrever um livro é, acima de tudo, um ato de coragem e amor pela arte de contar histórias. Com dedicação e resiliência, o mundo da ficção está ao alcance de suas mãos.

Publique no Clube de Autores

O Clube de Autores é a maior plataforma de autopublicação para autores de língua portuguesa em todo o mundo. Junte-se à nossa comunidade, que já conta com mais de 65 mil autores e mais de 100 mil livros publicados. Isso representa mais de 20% de todos os livros publicados em língua portuguesa em 2023.

Publique o seu livro conosco gratuitamente clicando AQUI e dê o passo mais importante da sua carreira literária. 

Comente aqui o que achou do texto de hoje e até a próxima leitura.

2 comentários em “Como escrever um livro de ficção? 5 dicas essenciais

  1. COM EFEITO O ESCRITOR APRESENTA ESSA PLURALIDADE CRIATIVA, CONSTRUINDO UMA NARRATIVA, COM PONTOS DE VISTA ESTRUTURADOS, COLOCANDO EM MOVIMENTOS CENAS E FATOS TRABALHADOS AO NÍVEL DE UMA REALIDADADE E DE UMA MENTE QUE DESENVOLVE IDEIAS E CRENÇAS DE FORMA IMAGINATIVA, INTUITIVA E EXPERENCIAL. É MUITO INTERESSANTE COMPREENDER BEM ESSE CONJUNTO DE INFORMAÇÕES, PARA O AUTOR COORDENAR SUA PRODUÇÃO CULTURAL, COM DESENVOLTURA, PAIXÃO, AMOR, DANDO ASAS PARA CONCEPÇÕES SOBRENATURAIS, REGADAS PELA FICÇÃO E PELA FANTASIA. HÁ UMA MISTURA DE GOSTOS, SENTIMENTOS E PREFERÊNCIAS. TODO ESCRITO DEVE TER UMA FUNDAMENTAÇÃO, UMA BASE TEÓRICA E UM CONTEXTO DETERMINADO NO TEMPO E NO ESPAÇO. PARABÉNS PELAS IDEIAS EXPOSTAS NESTE ARTIGO, FICAMOS AGRADECIDOS PELA PREOCUÇÃO E PELO ENSINAMENTO.

  2. Adorei as dicas. Estou há algum tempo, pensando em escrever um livro, e agora estou começando a recolher conselhos e dicas para iniciar minha historia. Muito obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *