pessoa-escondendo-rosto

O que são pseudônimos e quando são utilizados?

Pseudônimos são nomes adotados por autores para assinar obras sem utilizar seus nomes civis. São utilizados, normalmente, para preservar a identidade do escritor, seja por charme ou necessidade. Além disso, esse recurso não é exclusividade do mercado editorial. Na música e no cinema, muitos artistas preferem adotar apelidos diferentes de seus verdadeiros nomes, como Lady Gaga, Susana Vieira e Lana Del Rey, por exemplo.

Por que pseudônimos são utilizados?

Existem diversos motivos que levam um escritor a não utilizarem seus nomes verdadeiros na publicação de suas obras. Listamos alguns abaixo: 

Preconceito 

No século passado, muitas mulheres preferiam utilizar nomes masculinos para não sofrerem com o machismo, tendo suas obras invalidadas e desprestigiadas simplesmente por serem mulheres. Esse mesmo receio pode se aplicar ainda hoje em diferentes casos, como homofobia ou racismo, por exemplo. 

Medo de exposição

Nem todo mundo quer ficar famoso e viver a vida sob os holofotes. Por isso, muitas pessoas preferem preservar suas identidades, não revelando seu nome pessoal e passando despercebidos. 

Proteção e segurança

Durante o regime militar, a censura à imprensa e à liberdade de expressão obrigou diversos autores a utilizarem pseudônimos como forma de proteção. Atualmente é possível fazer críticas ao Estado e figuras públicas sem que isso resulte em tortura ou prisão, porém, essa prática ainda é utilizada por jornalistas e autores que denunciam e expõem pessoas envolvidas em tráfico e esquemas de corrupção, por exemplo. 

Destaque no mercado

Nem todo mundo nasceu com um nome artístico. Por isso, ainda que o pseudônimo seja associado à imagem de uma pessoa, ele é utilizado como alternativa ao nome de registro, sendo geralmente mais sonoro e fácil de destacar-se.

Saiba o que mudou no registro de ISBN de livros.

Exemplos de escritores que assinaram trabalhos com outros nomes:

J.K. Rowling (Robert Galbraith)

J.K. deu vida aos bruxos mais amados do universo literário. Escritora da saga Harry Potter e mundialmente conhecida, a autora decidiu lançar um livro sob o pseudônimo Robert Galbraith, para testar seu sucesso no mercado editorial e colocando à prova a qualidade de sua escrita. O plano, porém, não deu muito certo e sua identidade não demorou muito a ser relevada. O responsável por compartilhar a informação foi processo por J.K.

Alceu Amoroso Lima (Tristão de Ataíde)

Autor de obras importantes como O gigantismo econômico, Revolução Suicida e Mitos de nosso tempo, adotou o pseudônimo Tristão de Ataíde em 1919 ao se tornar crítico literário. O objetivo era separar sua atuação no meio artístico de suas demais atividades. Além de escritor e crítico, Tristão era formado em direito, dirigia a fábrica de tecidos de seu pai e, mais tarde, tornou-se líder da renovação católica no Brasil e símbolo na luta contra a censura no regime militar. 

E você? O que acha de utilizar um apelido para publicar seu próximo livro?

Conta pra gente nos comentários!

Artigos relacionados: 

5 coisas que todo escritor iniciante precisa saber
Como criar o título do seu livro?
Como evitar o plágio em seu trabalho?
Ghost Writer: o que são os famosos escritores fantasma?

Assine a Nossa Newsletter

Um comentário em “O que são pseudônimos e quando são utilizados?

  1. Olá! E quando a publicação é feita usando-se pseudônimo, de que forma a identidade do autor é preservada? Parece-me haver vários modos pelos quais a a identidade do autor fica atrelada à obra e, portanto, ao pseudônimo: dados para ISBN, registro autoral, sites para venda exigem CPF do vendedor, etc. Sabem me dizer como isso tudo é feito? Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *