como-registrar-isnb-2020

ISBN de livros: saiba o que mudou em 2020

O ISBN, International Standard Book Number, já é fornecido no Brasil há mais de quatro décadas. São 42 anos estampando as capas dos livros e catalogando, de forma padronizada, as obras do país.

Esse serviço, que até então era oferecido pela Biblioteca Nacional (BN) em parceria com a Fundação Miguel Cervantes, muda de casa em 2020. A partir de 1º de março, a responsabilidade pelo registro é da Câmara Brasileira do Livro (CBL). 

Na teoria, para os autores, tudo continua igual. A CBL, inclusive, prometeu mais agilidade na solicitação do código por meio de novas tecnologias. E, a princípio, os valores também não devem sofrer reajustes: R$ 290 para cadastro, R$ 22 para emissão do registro e R$ 36 para o código de barras. Até agora não foram divulgadas atualizações sobre este assunto, mas a dica é continuar atento aos comunicados para não ser surpreendido.
*Valores atualizados de fevereiro/2020.

Recapitulando: qual a importância do ISBN?


O ISBN é um sistema internacional de identificação de livros. Nele, constam informações como autor, editora, país e título. É este registro que torna as obras únicas, basicamente o RG dos livros. 

Aqui no Clube de Autores, por exemplo, qualquer obra pode ser publicada – com ou ser ISBN. Porém, algumas livrarias exigem esse tipo de catalogação por segurança. Ou seja, para os autores que desejam conquistar o mercado literário, o registro é fundamental. 

Diferença entre ISBN e direitos autorais.

Por que houve a mudança de responsável?

Para que o dinheiro arrecadado chegasse até a Biblioteca Nacional, era necessário que primeiro, passasse pela Fundação Miguel Cervantes. Sem a Fundação intermediando o processo, o valor obtido seria direcionado para a União. 

Esse formato vinha funcionando muito bem até então, porém, uma recente alteração no sistema da Agência Internacional do ISBN passou a proibir esse tipo de triangulação. A partir dessa mudança, a CBL se candidatou para tornar-se responsável pelo registro no Brasil e cá estamos nós. 

Como solicitar ISBN? Passo-a-passo do novo processo!

Agora, a solicitação do registro é feita diretamente no site da Câmara Brasileira do Livro. O passo a passo é simples, mas diferente do que conhecíamos até janeiro de 2019.  Confira o tutorial!

Passo 1: Acesse o Portal de Serviços da CBL (caso não tenha cadastro, essa é a hora de criar um!). Utilize seu e-mail e senha para fazer login no Portal.

Passo 2: Após o login, clique sobre o link “+ Novo ISBN”, localizado do lado esquerdo da página:

como-solicitar-isbn-no-portal-cbl

Passo 3: É hora de escrever um pouco: preencha o formulário “Dados da Obra”. Os dados a serem informados são esses:

  • Titular do ISBN;
  • Título da Obra;
  • Subtítulo da Obra;
  • Tipo de Obra;
  • Idiomas de publicação.

Passo 4: Em seguida, conte um pouco sobre você no formulário “Autoria da Obra”. Os dados são: Nome, Profissional (cargo de quem escreveu/participou da obra) e País.

Passo 5: Nesta etapa, são informados os dados complementares da obra como Veiculação, Edição, Ano, Estado, Cidade etc.

Passo 6: Como você classificaria sua obra? Preencha todos os campos e escolha as palavras-chave que resumem seu livro.

Passo 7: Em “Arquivos da Obra”, o passo seguinte, você pode adicionar folha de rosto e até mesmo a obra completa, além de incluir uma sinopse do livro.

Passo 8: Hora de pagar! Com todos os campos preenchidos e revisados, clique em “Enviar”. Após a submissão, você terá acesso ao carrinho de compras para finalizar o pagamento ou fazer outras solicitações.

E você, o que achou da mudança? Conta pra gente nos comentários!

Lembre-se de ficar atento às atualizações do ISBN em 2020. Na dúvida, favorite este artigo e acompanhe as novidades aqui no Clube de Autores :)

.

Assine a Nossa Newsletter

Ricardo Almeida

Sou fundador e CEO do Clube de Autores, maior plataforma de autopublicação do Brasil e que hoje responde por 27% de todos os livros anualmente publicados no país. Premiado como empreendedor mais inovador do mundo no segmento de publishing pela London Book Fair de 2014, sou também escritor, triatleta e, acima de tudo, pai de família :)

20 comentários em “ISBN de livros: saiba o que mudou em 2020

    1. Oi, Tânia. Tudo bem?
      Para que não corramos risco de passar informação imprecisa ou incorreta, em caso de dúvidas a respeito dos procedimentos referente ao ISBN, recomendamos que contate diretamente a Câmara Brasileira do Livro, órgão responsável pela emissão do ISBN :)

    1. Ola!

      Em geral, em até 5 dias úteis após o pagamento da taxa o fornecedor já pode ter os dados do registro em mãos. No caso, basta acessar a caixa de diálogo junto ao site do Profissionais do Livro e confirmar se já teve um retorno a respeito :)

  1. Olá, tudo bem?

    Gostaria de saber se eu tenho que tirar o codigo de autor e como eu faria isso?

    Isto é, o ISBN é para o livro em si, como faço para ter o codigo de escritor?

    Abraços,

    Marcos

    1. Oi, Marcos. Tudo bem?

      Recomendamos que você consulte um especialista no assunto para não corrermos o risco de compartilhar informações imprecisas.
      Mas, caso tenha dúvidas em algum outro processo de publicação, estamos à disposição!

  2. Gostaria de saber se uma outra pessoa cadastrada na CBL pode solicitar o ISBN para mim, pois tenho um familiar que possui cadastro como editor.

    1. Oi João. Poder, pode – mas o ISBN ficará, oficialmente, em nome da pessoa. De qualquer forma não há nenhum impedimento legal.

    2. Olá, eu gostaria de saber se para adquirir o ISBN, terei de pagar mais alguma taxa além dos 22,00 reais que está no catálogo?

    3. Oi Jairo. Basta os R$ 22 do registro do ISBN mesmo. Não precisa comprar o código de barras, ok? Nós mesmos geramos o código por aqui sem qualquer custo.

  3. Bom dia! Estou com um problema e não consegui resolvê-lo junto à Biblioteca Nacional. Publiquei 2 livros, “O espelho de Jó” pela Amazon e “Napalm – Poemas” pelo Clube dos Autores. Ambos receberam o mesmo número de ISBN, 9786590156914. Agora nesse período de transição, com a responsabilidade de tal serviço transferida para a CBL a Biblioteca Nacional não atende minhas solicitações. Muito obrigado pela atenção.
    Jardel Felipe Santiago

    1. Oi Jardel. Eles devem levar um tempo ainda até normalizarem o serviço, imaginamos. Mas o caminho é por lá mesmo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *