De portas abertas para o terror

Calma – não estamos fazendo nenhuma previsão catastrófica por aqui :-)

O título deste post é uma palestra que será ministrada pelo autor Antônio Vorhees, que escreveu O Baú de Maldições (finalista do Prêmio Clube de Autores de Literatura Contemporânea), na Flipoços 2017.

Como o tema certamente interessa a uma série de autores do gênero cujos livros estão por aqui no Clube, mandamos algumas perguntinhas para o Antônio cujas respostas transcrevemos abaixo. Se você estiver por Poços de Caldas no começo de maio, recomendamos fortemente que participe da sua palestra!

1) O que é a oficina e sobre o que ela tratará exatamente?
A oficina “escrevendo o terror” é voltada para o desenvolvimento de escrita voltada ao terror. É um evento gratuito, mas cuja participação deve ser agendada antecipadamente pelo site do Flipocos (clique aqui).

2) Por que ela é necessária/ importante?
É de suma importancia continuar a desenvolver a literatura de um modo geral e relevante incentivar o desenvolvimento do genero “terror” de modo particular.

3) Como ela acontecerá?
Serão abordadas técnicas e dicas para um bom enredo que compõe uma historia de terror. Tambem haverá um mini concurso de contos de medo onde o melhor leva um voorheeskit (com livro, caneca, marcadores e bloco de anotacoes).

4) Para quem se destina?
Para qualquer pessoa que queira aprender ou aperfeicoar sua escrita dentro do gênero.

5) Quando acontecerá?
Dia 5 de Maio as 18:00Hs na Biblioteca Centenário, no Espaço Cultural da Urca.

6) Como as pessoas podem participar?
Basta agendar a sua participação diretamente pelo site da Flipocos!

Leia Mais

Nadando pelos livros do Clube

Recentemente, o autor Rodrigo Rahmati nos mandou um posto que fez em seu blog em que se propôs um desafio: ele selecionará e lerá 7 livros publicados por aqui ao longo de 2017.

Na prática, a mecânica é a seguinte:

Ele já selecionou as obras e as expôs em seu blog, no http://www.rahmati.com.br/2017/03/desafio-clube-de-autores.html . Lá, ele colocou capa e resenhas e, em seguida, suas expectativas. Ele não fará exatamente resenhas dessas obras, mas dirá se elas atingiram ou não as suas expectativas.

O próprio autor-blogueiro deixa claro em seu post o motivo desse desafio: ele entende que, por sermos um ambiente de autopublicação, há de tudo publicado no Clube. A dúvida que quer responder é: selecionando obras cruzando capa, sinopse, primeiras páginas e gosto pessoal funciona?

Eu, que leio rotineiramente livros do Clube, posso ajudar a responder: sim, com certeza. Mas, como eu sei que qualquer resposta minha pode ser interpretada como parcial, aguardemos os retornos do Rodrigo!

Mas já adianto: atitudes assim são ESSENCIAIS para agregar mais visibilidade aos autores independentes do país!

 

 

 

 

Leia Mais

Nós sempre escrevemos, afinal, sobre o tempo

Podemos criar universos paralelos, tecer tramas que se passam no século XXV ou recontar outras que ocorreram no século XIV – mas, no final das contas, tudo estão sempre inseridos em alguma cronologia.

O Tempo é o grande protagonista invisível de todas as nossas histórias – o que nossos livros contam, afinal, é sempre o que aconteceu com uma meia dúzia de personagens enquanto eles caminharam entre datas. Nesses períodos, fisionomias mudam, acasos irrompem, tempestades surpreendem. Se toda trama depende de uma teia de causas e consequências, e se a única coisa entre uma causa e uma consequência é o Tempo, então é ele também, sempre, o nosso grande herói.

E por que escrevo todas essas obviedades? Porque me deparei com um vídeo de um fotógrafo que, com uma técnica nova, está conseguindo inserir na mesma foto tempos diferentes e, assim, compor uma história que considero revolucionária.

Dêem uma olhada nesse vídeo abaixo.

Sim, sei que fazer isso em fotografia pode soar mais fácil – mas como seriam livros livres do tempo? Eu, pessoalmente, não conheço nenhum que siga esse pensamento. O mais próximo talvez seja o Deus Das Pequenas Coisas, de Arundhati Roy, que conta uma história a partir de colagens atemporais de outras histórias. É uma obra de arte belíssima, talvez única no mundo… mas ainda pára um pouco aquém dessa destemporização absoluta.

Para falar a verdade, nem sei se isso é possível – e agradeceria se alguém soubesse de algo nessa linha que pudesse me recomendar. De toda forma, fica então como um devaneio qualquer criado na esperança da próxima revolução literária sair daqui das nossas terras :-)

[ted id=2517 lang=pt-br]

 

 

 

 

Leia Mais

Tem nova promoção no Clube

De hoje, dia 6, até sexta, dia 14, todos os impressos do Clube estarão com desconto de até 25%.

Vamos às regras:

1) Todas as obras impressas publicadas no Clube já estão incluídas na promoção;

2) Os descontos variam de acordo com a paginação de cada obra (sendo, portanto, diferente para cada uma);

3) Os descontos não abrangem os direitos autorais. Ou seja: independentemente do montante cortado no preço, os direitos autorais permanecem rigorosamente os mesmos e os autores não serão prejudicados em nenhum aspecto. Caso queiram ampliar as quedas de preço no período mexendo nos direitos autorais, os próprios autores deverão fazê-lo indo a Sua Conta > Livros Publicados, clicando em “gerenciar” e em “editar direito autoral”.

4) O desconto durará até o final da sexta, 14/04.

Boas vendas e bons presentes!!!

Leia Mais