O que escrevem os autores do Clube (por região)?

Na quarta passada, publiquei aqui uma nuvem de categorias considerando os temas mais utilizados nos quase 60 mil livros que estão aqui no Clube.

Como o Brasil é um país BEM amplo, cabe também ver as diferenças, por vezes pouco sutis, de alguns dos estados e regiões do país. Não recebemos dados de todas as regiões do país, devo acrescentar: falta, por exemplo, todo o Norte, que pretendemos divulgar em breve.

Ainda assim, vale a análise:

 

Screen Shot 2016-05-23 at 10.42.14 AM Screen Shot 2016-05-23 at 10.42.25 AM Screen Shot 2016-05-23 at 10.42.33 AM Screen Shot 2016-05-23 at 10.42.41 AM Screen Shot 2016-05-23 at 10.42.48 AM Screen Shot 2016-05-23 at 10.42.56 AM Screen Shot 2016-05-23 at 10.43.04 AM Screen Shot 2016-05-23 at 10.43.11 AM

Leia Mais

O que escrevem os autores do Clube?

Na semana passada, fizemos um estudo de categorias para os quase 60 mil livros publicados aqui no Clube. A curiosidade era geral aqui: considerando que acabamos nos tornando uma espécie de espelho da nova literatura escrita no Brasil, seria possível entender como o brasileiro pensa a partir dos temas que mais lhes são caros no momento de criar suas histórias?

Claro: não há uma resposta definitiva, nítida, para essa pergunta. Mas há como pelo menos observarmos o comportamento dos nossos autores e criarmos as teorias que quisermos.

Sem mais delongas, vamos à imagem que diz tudo: a nuvem de categorias, abaixo.

Temos, no Clube, um total de 685 diferentes categorias, todas seguindo o padrão considerado oficial pelo “mercado editorial”. Lembrando que um livro costuma estar em até 3 categorias simultaneamente, as mais utilizadas são:

  • Ficção: 45%
  • Poesia: 16%
  • Diversos: 11%
  • Ciências: 11%
  • Filosofia: 9%

Untitled

Somos, inegavelmente, um povo muito mais romântico que imaginávamos :-)

 

 

 

 

 

Leia Mais

Venha, AMANHÃ, a um lançamento “diferente” de livro aqui em SP

Volta e meia nós comentamos, por aqui, sobre a importância de eventos de lançamento de livros e de como se planejar algo nessa linha. Bom… se você estiver em São Paulo na terça, dia 24, recomendo fortemente que planeje uma ida até a Livraria da Vila da Fradique Coutinho às 19:00.

Nesse dia e horário, Júlio Cruz Neto, autor daqui do Clube, lançará o livro “O Caranguejo do Saara: a África que encontrei nas minhas cobertura do Rali Paris-Dakar”. O tema é encantador por si só: inclui cobertura jornalística real, histórias sobre pessoas e cenas do norte da África e uma aventura daquelas de deixar qualquer um boquiaberto. Mas haverá mais: o próprio lançamento incluirá um dos carros de rally da própria Mitsubishi na cena e um bate-papo entre o autor e personalidades.

Copio o release aqui, abaixo – e recomendo a todos que puderem que compareçam. Além do interesse do tema em si, sempre vale conferir os resultados práticos de um lançamento no mínimo inusitado para se ter como referência!

—–

MESA REDONDA DISCUTE BASTIDORES DO RALI PARIS-DAKAR EM LANÇAMENTO DE LIVRO
Fernando Solana, jornalista esportivo, e Julio Cruz Neto, jornalista e autor da obra O Caranguejo do Saara, vão comentar peculiaridades e bastidores do maior evento de rali do mundo

Na próxima terça-feira, 24 de maio, o jornalista Julio Cruz Neto lança o livro O Caranguejo do Saara, distribuído pelo selo Clube de Autores em versão física e digital. A obra é um relato de viagem cheio de memórias, recordações e reflexões sobre o Paris-Dakar, o maior rali do mundo, quando ainda era disputado no deserto africano.

Na ocasião, será realizada uma mesa redonda discutindo o lançamento do livro com a presença de Fernando Solana, jornalista esportivo. Os especialistas vão comparar o Paris-Dakar africano com o disputado nos dias de hoje, nas trilhas da América do Sul, relatando particularidades e momentos de bastidores.

Neto cobriu o evento por duas vezes e aproveitou as viagens para relatar experiências que os pilotos entretidos e concentrados jamais notariam durante o rali. Com poesia e humor, o autor revela contrastes de um continente ainda desconhecido, descrevendo de forma assertiva das altas temperaturas à imensidão das dunas.

A intensa preocupação com os resultados da competição e a alta velocidade dos carros é substituída pela riqueza de detalhes na descrição das cores, sabores e sensações da região. “Numa época em que os correspondentes produzem textos tão secos, a subjetividade viva nos relatos de Neto é um oásis”, afirma Ivan Marsiglia, jornalista e escritor que assina o texto de orelha do livro.

A obra é a ampliação de um projeto anterior do autor e conta com prefácio de Klever Kolberg, importante piloto brasileiro que participa do Rali Dakar. As palavras e imagens de Neto em O Caranguejo do Saara trazem aos leitores-espectadores estórias que somente ele pôde notar. O livro é indicado a jornalistas, viajantes, aventureiros e todos aqueles que gostam de conhecer um novo mundo e uma boa aventura.

O Autor

Julio Cruz Neto nasceu em 1976 e, desde então, viajou o máximo que conseguiu. Já esteve em 40 países nos cinco continentes. Como jornalista, logo se embrenhou no mundo dos eventos esportivos e coberturas internacionais, como o Rali Paris-Dakar. Depois disso, percorreu outras trilhas, que levaram a projetos autorais como este livro, rascunhado em Brasília e finalizado em São Paulo, sua cidade.

Serviço:

  • Lançamento do livro “O Caranguejo do Saara – A África que encontrei nas minhas coberturas do Rali Paris-Dakar”
  • Quando: 24 de maio, 19h30
  • Local: Livraria da Vila – Fradique Coutinho
  • Endereço: Rua Fradique Coutinho, 915 – Vila Madalena, São Paulo – SP

foto1 foto14 foto15 foto34 foto41 foto42 foto44 foto46 foto53 foto55

Leia Mais

O Jabuti chegou

Pois é: foram abertas, nessa semana, as inscrições para o Prêmio Jabuti – o mais importante de todo o mercado editorial brasileiro.

Pegando algumas infos diretamente do site:

Criado em 1958, o Jabuti é o mais tradicional e consagrado prêmio do livro no Brasil.

O maior diferencial em relação a outros prêmios de literatura é a sua abrangência: além de valorizar escritores, o prêmio destaca a qualidade do trabalho de todas as áreas envolvidas na criação e produção de um livro. O Jabuti 2016 contempla 27 categorias.

Anualmente, editoras dos mais diversos segmentos e escritores independentes de todo o Brasil inscrevem suas de obras em busca da tão cobiçada estatueta e do reconhecimento que ela proporciona. Receber o Jabuti é um desejo acalentado por todos aqueles que têm o livro como seu ideal de vida.

É uma distinção que dá ao seu ganhador muito mais do que uma recompensa financeira. Ganhar o Jabuti representa dar à obra vencedora o lastro da comunidade intelectual brasileira, significa ser admitido em uma seleção de notáveis da literatura nacional.

Bom… se destacar nesse prêmio, claro, é algo que abre portas importantíssimas para os autores, motivo pelo qual recomendamos fortemente a participação.

Para saber mais e se inscrever, vá ao site do Jabuti no http://premiojabuti.com.br

E boa sorte!

Screen Shot 2016-05-16 at 11.43.19 AM

Leia Mais