como-escolher-personagem

Como escolher o nome para os personagens do seu livro

Muitos personagens da Disney se tornaram inesquecíveis não apenas pelas suas histórias mas pelo nome de seus personagens. Como não lembrar da história de Alladin ao ouvir alguém falar o nome “Jasmine”? Ou então no clássico Rei Leão, ao ler o nome “Simba” em algum lugar? E não é só na Disney que isso acontece. Aposto que, toda vez que você vê um cachorro São Bernardo na rua, você pensa “olha lá o Beethoven”. 

A força desses personagens é indiscutível e vale repetir que esse reconhecimento não é apenas culpa do enredo mas também do “peso” de cada um dos nomes. O exemplo dos filmes também acontece em séries, quadrinhos e, obviamente, livros! Alguém esquece de Capitu e Bentinho? Machado de Assis eternizou esses personagens por meio de sua obra, Dom Casmurro. 

Como escolher o nome

Eu diria que esse deve ser um dos principais momentos do seu processo criativo para escrever um livro e é importante dedicar o tempo necessário para essa escolha. Afinal de contas, não é simplesmente um nome, cada personagem tem a sua história, suas origens, religião e tantas outras particularidades que o torna único. Pode parecer loucura, mas é como se você precisasse identificar a personalidade do seu personagem para nomeá-lo. 

O processo criativo, no entanto, varia: há quem monte uma história inteira para depois nomear os personagens. E há quem dedique mais tempo nessa escolha, já pensando nas características que aquele nome possui (de acordo com experiências ou outras fontes de inspiração), para depois organizar o enredo e começar a escrever.

Aqui estão três exemplos simples, inseridos na Turma da Mônica, para te ajudar a entender o impacto do nome na identidade do personagem: 

Chico Bento – um personagem com jeitinho “caipira”, que tem a pureza e a simplicidade de quem vem do interior para a capital. Um menino simpático e divertido, que usa chapéu de palha e gosta de moda de viola. Tanto o seu nome quanto as características representam esse jeito interiorano de ser. Nas histórias, ele está sempre brincando com os amigos, pescando ou dormindo na rede, tranquilão. Talvez, se fosse um personagem da cidade, se chamaria Francisco. Mas Chico combina muito mais com ele, não é verdade? 

Mônica – Um nome forte, que reflete a personalidade da personagem. Ao mesmo tempo em que é doce e uma super amiga, é nervosa e briguenta quando vira piada entre os outros membros da turma – especialmente os meninos, que também são os que mais sofrem com suas coelhadas. Se trouxermos Mônica para um cenário diferente dos quadrinhos, sua personagem vai ser aquela mulher com perfil de liderança, leal e dona de si. Tudo a ver com o nome, concorda? 

Cascão – Quantas pessoas você conhece que combinam mais com o apelido do que com o próprio nome? O Cascão é um caso desses. Um menino travesso que tem medo de água e odeia tomar banho. Seu animal de estimação é um porquinho, tão sujinho quanto ele. Realmente, nenhum outro nome combinaria melhor do que este. 

Entendeu as diferenças? É importante observar as fragilidades de cada personagem e o rumo que você pretende dar a ele durante a história. Assim como cada um de nós “carrega” o próprio nome por onde vai, o personagem carrega no nome a sua identidade. Por isso, dedique tempo a esta etapa importante e faça boas escolhas. 

Inspiração

Você pode estar se perguntando “onde eu encontro ideias para escolher o nome dos personagens para o meu livro?” 

Existem diversos recursos para encontrar o nome ideal para os seus personagens e alguns deles estão disponíveis aqui na internet. Você pode fazer busca por nomes que te interessam e pegar referências de pessoas na História com o mesmo nome, por exemplo. Mas preste atenção em que tempo a sua história se passa, alguns nomes são mais característico de determinada época do que outros. O mesmo acontece com nomes inspirados em filmes de outra nacionalidade – um personagem com nome estrangeiro faz sentido no enredo que você vai propor? Reflita.

estante de livros

Você também pode pesquisar em Dicionários de Nomes Próprios – aqueles que futuros papais utilizam para escolher o nome do bebê, sabe? Geralmente ele é separado por gênero e possui alguns significados que ajudam na condução da personalidade do personagem. 

E o mais simples: preste atenção ao seu redor! Repare na identificação da caixa do supermercado, nos nomes chamados no hall do consultório médico, na lista de chamada do seu curso, nos entrevistados de matérias da TV… o nosso dia a dia está repleto de possibilidades.

Outra dica é criar um arquivo de nomes para facilitar a pesquisa para personagens futuros. Você pode fazer uma planilha no Excel, com uma aba para nomes masculinos e uma aba para nomes femininos – se tiver alguma característica de personalidade, acrescente também. 

Leia Mais

concurso literário

Concursos literários 2019: ainda dá tempo de participar

A gente sai de casa e se depara com decoração de Natal em todos os lugares mas o ano ainda não acabou! Se você tem interesse em participar de concursos literários, ainda neste ano, ainda dá tempo de se inscrever. Veja a grade de concursos para os próximos meses e quais ainda possuem inscrições abertas:

NOVEMBRO

32º Concurso Nacional de Contos Cidade de Araçatuba 

Organizado pela Prefeitura de Araçatuba, no interior de São Paulo, o prêmio será destinado a textos literários inéditos e cada autor pode inscrever apenas um conto. 

Prazo: 01 de novembro

Mais informações: http://smculturaaracatuba.blogspot.com/2019/09/32-concurso-nacional-de-contos-cidade.html


Concurso Nacional de Literatura João de Barro 

Organizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, em Minas Gerais, o prêmio contempla obras nas categorias texto literário e livro ilustrado, com projeto gráfico completo, voltadas para jovens e crianças.

Prazo: 04 de novembro

Mais informações: https://prefeitura.pbh.gov.br/noticias/pbh-abre-inscricoes-para-dois-dos-mais-tradicionais-premios-literarios-do-pais



Prêmio Cidade de Belo Horizonte 

Também organizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, em Minas Gerais, é voltado a autores residentes no Brasil (brasileiros ou estrangeiros). O concurso é para livros inéditos nas categorias de Romance e Dramaturgia.

Prazo: 04 de novembro

Mais informações: https://prefeitura.pbh.gov.br/noticias/pbh-abre-inscricoes-para-dois-dos-mais-tradicionais-premios-literarios-do-pais 


Prêmio Literário Ayres Koenig

Voltado a residentes da cidade de Araranguá, em Santa Catarina. O prêmio será para obras literárias nas categorias Infantil, História de Araranguá, Poesia e Gênero Livre. Haverá incentivo para publicação de obras.

Prazo: 07 de novembro

Mais informações: https://www.ararangua.sc.gov.br/noticias/index/ver/codNoticia/579733/codMapaItem/4496 


X Concurso Literário da Academia Taubateana de Letras 

Seleção de contos e crônicas com o tema “Sonhar é Preciso”.

Prazo: 07 de novembro

Mais informações: https://www.facebook.com/academiataubateanadeletras/posts/2886279321400595


Prêmio de Literatura Professor Germano Machado

Seleção de Contos aberta a autores de países de Língua Portuguesa

Prazo: 13 de novembro

Mais informações: http://www.fundacaoomnira.com.br/2019/09/premio-internacional-de-literatura.html 


Prêmio de Incentivo – 200 Anos de Independência – 2ª Edição

Seleção de 20 obras literárias inéditas com o tema “200 anos de Independência do Brasil”

Prazo: 25 de novembro

Mais informações: http://mapas.cultura.gov.br/oportunidade/1387 


XXXV Concurso de Poesia Brasil dos Reis – 2019

Seleção de Poesias aberta a autores de países de Língua Portuguesa

Prazo: 29 de novembro

Mais informações: https://www.facebook.com/ateneuangrensela/posts/1991778464265768 


e-Antologia – Crônicas – Covil da Discórdia

Seleção de crônicas humorísticas.

Prazo: 30 de novembro

Mais informações:http://www.covildadiscordia.com.br/concurso-cronicas-3/ 


IV Concurso Literário Cléber B. Silva 

Exclusivo para autores residentes no Brasil, com divisão por temas, de acordo com a geolocalização do autor. 

Prazo: 30 de novembro

Mais informações:https://www.facebook.com/apeletras/posts/2362933453944055

 

Gincana da Poesia 

Poesias divididas em temas, em homenagem a Castro Alves e Gregório de Mattos. 

Prazo: 30 de novembro

Mais informações: https://www.verlidelas.com/gincana-de-poesia 


Prêmio Maraã de Poesia 

Um concurso de Poesias para autores estreantes (sem livros publicados), brasileiros e residentes no Brasil.

Prazo: 30 de novembro

Mais informações: https://www.premiomaraa.com.br/regulamento 


DEZEMBRO

e-Antologica – ACID+NEON 2.0 – Coverge 

Seleção de Contos em Língua Portuguesa ou Espanhola. Há possobilidade de publicação em coletânea digital a ser distribuída gratuitamente e publicação impressa através de financiamento coletivo. 

Prazo: 01 de dezembro

Mais informações: https://coverge.com.br/edital-acidneon/ 


Chamada para Publicação – Revista A Taverna

Seleção de Contos nas categorias Fantasia, Ficção Científica e Terror.

Prazo: 05 de dezembro

Mais informações: https://tavernablog.com/2019/08/13/revista-a-taverna-envie-seu-conto/ 


Concurso Literário da Academia Pernambucana de Letras 

Podem concorrer Livros Inéditos mas também há uma categoria para Livros Publicados em 2018.

Prazo: 10 de dezembro

Mais informações: http://www.aplpe.org.br/apl-concurso-literario-2019/ 


Concurso Literário de Contos

Contos inéditos de tema livre. Os contos selecionados serão publicados no livro Coletânea de Contos CONTE-ME UM CONTO 2019, pelo Concurso Nacional de Novos Escritores.

Prazo: 31 de dezembro

Mais informações: https://www.cnne.net.br/conte-me-um-conto 


Prêmio Literário Vergílio Ferreira

Livros Inéditos na categoria Romance. Aberto a todos os interessados.

Prazo: 31 de dezembro

Mais informações: http://www.cm-gouveia.pt/noticias/abertas-as-inscricoes-ao-premio-literario-vergilio-ferreira-2020/ 


Concurso Literário de Fábulas

Contos inéditos de tema livre. Os contos selecionados serão publicados no livro Coletânea de Fábulas ERA UMA VEZ… 2019, pelo Concurso Nacional de Novos Escritores.

Prazo: 31 de dezembro

Mais informações: https://www.cnne.net.br/era-uma-vez 


Prêmio FNLIJ 2020 – 46ª Edição

Livros voltados ao público infantojuvenil e publicados no Brasil em 2019

Prazo: 31 de dezembro

Mais informações: https://www.fnlij.org.br/site/item/1205-46%C2%AA-sele%C3%A7%C3%A3o-anual-do-pr%C3%AAmio-fnlij-2020-%E2%80%93-produ%C3%A7%C3%A3o-2019.html 


Gostou? Então leia nossas dicas sobre como escrever poesias. Se você tem interesse em escrever um livro, o Clube de Autores pode te ajudar

escrever um livro

Leia Mais

Seu livro preferido é só uma história escrita por alguém? Ou o início da sua obra prima?

Como um livro pode ser o início de toda uma ampla pesquisa literária – e que pode inclusive te inspirar a criar a sua obra prima

É comum o mercado inteiro considerar um livro como uma espécie de ponto final de uma jornada de conhecimento. E isso até pode ser (parcialmente) verdade sob a ótica de um autor – mas e do leitor?

Imagine, por exemplo, um livro como Mulheres de Saramago, publicado aqui no Clube. É óbvio que o livro em si já traz toda a sua própria narrativa e os pensamentos do autor – mas, para o leitor, ele pode ser um ponto de partida para uma jornada ainda mais ampla.

A partir desse livro, ele pode se interessar por outras obras, algumas do próprio mestre Saramago. Pode acessar artigos sobre Memorial do Convento ou Ensaio sobre a Cegueira; pode querer ver o filme feito sobre o último; ver entrevistas no Youtube envolvendo Saramago e estudiosos sobre ele; e assim por diante.

Para um leitor interessado, todo livro funciona como uma semente para uma nova árvore de conhecimento, com raízes e galhos imensos que podem se desdobrar até o infinito.

O futuro do livro é ser sempre um novo começo

Nós, aqui no Clube, acreditamos que o futuro do livro seja precisamente isso. Nada de debates infrutíferos sobre ebooks substituindo impressos ou impressos continuando a dominar: sendo franco, discutir a forma da literatura nos parece uma perda de tempo descomunal considerando as tantas transformações pelas quais a literatura como um todo está passando.

Se você é um autor (e mesmo que não seja), deixe todos os seus preconceitos de lado e abrace tudo em relação ao nosso mundo atual. Quer ler, para ficar em um outro exemplo, Morte em Veneza, do brilhante Thomas Mann? Vá também à Wikipedia e pesquise sobre o autor e a obra. Você descobrirá, por exemplo, que o personagem principal se baseia em Mahler. Vá ao Spotify, escute esse gênio da música. Depois volte e leia os contemporâneos de Mann – como Nietzsche, que certamente o inspirou.

Sabe o que acontecerá? Você será dragado por uma espiral filosófica que terá como consequência natural cutucar tantos neurônios que escrever será uma inevitável válvula de escape.

E isso serve para todo e qualquer livro: de Saramago a Mann, de Guimarães Rosa a García-Marquez. Todo e qualquer livro é uma porta aberta para um universo que, via de regra, é maior que ele mesmo.

Por que isso interessa a você, escritor?

Porque pesquisa e inspiração são ingredientes fundamentais para qualquer livro.

Escrever é mais que um ato isolado, hermeticamente trancado dentro de um lampejo de inspiração qualquer: um bom livro depende de boas referências. E não entenda “boas referências” como alguma espécie de juízo de valor sobre um ou outro livro. Toda referência literária pode ser boa desde que o leitor se permita mergulhar aprofundadamente nela, pescando as pérolas que todo autor traz dentro de si.

Quer escrever uma obra prima? Leia, inspire-se. Já dissemos isso algumas vezes e repetimos sempre: não há como ser um bom escritor se você não for um bom leitor.

Por onde começar?

Honestamente, por qualquer livro que chame a sua atenção. Que tal experimentar o épico 1Q84, de Murakami? Ou o surreal Mestre e Margarida, do incrível Bulgakov? Ou um outro livro independente, desses incríveis publicados todos os dias aqui no Clube de Autores?

Não importa o livro por onde você comece: importa que você comece – e que encare a leitura justamente como esse começo de uma jornada que terá como resultado único um texto seu, gerado pelo casamento da sua mente com a coletividade das mentes mais brilhantes do mundo.

A partir daí, é só seguir a cartilha e publicar seu livro, gratuitamente, para todo o mundo. Simples assim.

Leia Mais

Dicas de George Orwell sobre como escrever bem

George Orwell é, provavelmente, um dos escritores mais lidos do mundo. Autor de A Revolução dos Bichos e 1984, ambos com uma concepção catastrófica de sociedades “pseudo-comunistas”, ele cativou leitores por todo o planeta.

Boas ideias para livros, no entanto, são apenas parte da fórmula de sucesso de qualquer escritor. Além disso – e de outros ingredientes como, por exemplo, pitadas de sorte e competência em autopromoção – há que se escrever bem. Claro.

Já publicamos por aqui uma série de dicas sobre como escrever bem – mas é sempre bom saber o que um dos grandes mestres da literatura mundial tem a dizer sobre o assunto.

E não é que Orwell criou uma espécie de manual para se escrever bem?

Veja as suas seis regras abaixo:

  1. Nunca use uma palavra longa quando uma curta resolver
  2. Se for possível cortar uma palavra de um texto, corte
  3. Nunca use a voz passiva quando puder usar a voz ativa
  4. Nunca use metáforas ou comparações que já forem “lugar-comum” (e que, portanto, você já estiver visto inúmeras vezes)
  5. Nunca use um termo em inglês ou em jargão científico quando conseguir substituir por algo mais corriqueiro, simples de ser entendido
  6. Se necessário, quebre qualquer uma dessas regras para evitar dizer algo que soe tosco

Tudo bem que não há um livro de receitas para se escrever livros – mas não custa nada beber um pouco da sabedoria dos que já trilharam, com sucesso, o caminho que estamos buscando. Não é verdade?

Leia Mais

pessoa-escrevendo-livro-no-papel

Quer dicas sobre como escrever um livro?

Simples: basta acessar essa página aqui, deixar seu nome e e email e aguardá-las! De tempos em tempos, uma nova dica será enviada para você com o objetivo de ajudá-lo a pavimentar melhor o seu caminho literário!

E, claro, se quiser adquirir o livro 75 Dicas para Escrever um Livro, escrito coletivamente pelo Clube de Autores com base em nossos 10 anos de experiência acompanhando os mais de70 mil títulos publicados aqui, basta acessar este link!

Leia Mais