Museu da Língua Portuguesa abre as portas para autor Edvaldo Pereira Lima, do Clube

Edvaldo Pereira Lima é um dos escritores que mais entende sobre a arte e a ciência de escrever. Escritor, jornalista, professor da Universidade de São Paulo, cofundador e vice-presidente da Academia Brasileira de Jornalismo Literário ele tem um total de 9 títulos publicados, dos quais 4 estão aqui no Clube.

Um dos seus livros, Escrita Total, registra um método de escrita, criado e testado pelo próprio autor na USP, baseado na Teoria dos Hemisférios Cerebrais e outros avanços da ciência de ponta. O método ganhou uma visibilidade tamanha que chegou a ser premiado pela FUNARTE no começo de 2011.

Em outras palavras, é um livro perfeito para todos nós que amamos o ato de escrever.

Pois bem: no dia 06/08 (sábado), das 15:00 às 17:00, Edvaldo Pereira Lima lançará um novo livro, desta vez como organizador, resultante do Escrita Total, na “meca” do nosso idioma: o Museu da Língua Portuguesa, localizado próximo à Pinacoteca do Estado de SP.

Para todos os amantes da literatura, será uma oportunidade incrível de conhecer o método, textos resultantes deles e claro, o próprio Museu, que se configura uma atração à parte.

O livro será disponibilizado para venda no Clube de Autores logo após o seu lançamento.

Se interessou? Então anote aí os dados:

Evento: Lançamento de coletânea Escrita Total, organizada por Edvaldo Pereira Lima
Data: Sábado, 6 de agosto de 2011
Horário: Das 15:00 às 17:00
Local: Museu da Língua Portuguesa: Praça da Luz, s/nº – Centro – São Paulo – SP

11 comentários em “Museu da Língua Portuguesa abre as portas para autor Edvaldo Pereira Lima, do Clube

    1. Alda:

      Dediquei o livro à Lucy.

      Aí os autores também autografaram um exemplar com dedicatórias à ela!

      Abraço,

      Ed

    1. Muitíssimo obrigado, caríssimo!

      Aproveitando a oportunidade, parabéns pelo seu prêmio!

      Este meu novo livro, uma obra coletiva da qual sou apenas o mentor e editor, é da mesma família de atitudes como a do seu bonito gesto com relação ao Japão. Nós, escritores, podemos fazer muito, sim, pelo bem estar e transformação da sociedade, tocando as mentes e os corações dos leitores com inteligência e sensibilidade, dando espaço a histórias humanas dignas. Nem tudo da sociedade é o lado cruel, sombrio, destrutivo, exaustivamente explorado pela mídia.

      Abraço!

      Edvaldo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *