Tutorial para confecção de ficha catalográfica

Temos recebido, faz algum tempo, uma série de dúvidas de autores com relação à ficha catalográfica de suas obras. Um dos autores – o Eduardo Esber – tomou a iniciativa de montar um tutorial simplificado e nos enviar por email.

Além de agradecer a ele pela valiosa contribuição, estamos postando o tutorial abaixo, aqui no post:







TUTORIAL
SIMPLIFICADO PARA INSERÇÃO DE

FICHA CATALOGRÁFICA
NO MIOLO DO LIVRO

 

 

Esse é um breve
tuturial para inserção da Ficha Catalográfica (FC) no miolo do livro. A FC é
fornecida pela Câmara Brasileira do Livro, CBL,  (http://www.cbl.org.br/), em um serviço totalmente online.


A FC é enviada
pela CBL em um arquivo, formato PDF, que deve ser transcrito para o miolo do
livro, geralmente na página 04. Existe uma dificuldade em transpor essa ficha
para o livro, razão pela qual esse tutorial visa auxiliar aqueles que pretendem
fazer isso pela primeira vez. Muitos abrem o arquivo PDF com a FC, dão um
PrintScreen, transportam a imagem para um editor de imagens, salvam-na em
formato JPG e depois colam-na na página correspondente do livro, o que não
apresenta um bom resultado final, devido à pequena dimensão dos caracteres
utilizados na FC. Vamos ao tuturial:

 

1- Abra o
arquivo PDF com a FC que foi enviada pela CBL

 

2- Abra um novo
documento do Word, configurando a página para o formato A5 e com as mesmas
margens utilizadas em seu livro. A ficha será trabalhada nesse novo documento
do Word e depois de finalizada, transposta para o seu livro original. Isso
previne que você desconfigure o seu livro durante o trabalho com a FC.

 

3- No arquivo
PDF, clique  no botão referente a
ferramenta “selecionar”, situado no menu superior. Depois, selecione
toda a FC. Feito isso, vá no menu “editar” e depois clique em
“copiar”.

 

4- No Word, vá
em “editar”, depois em “colar especial”, e depois marque
“colar” como “texto formatado (RTF). A sua ficha aparecerá no
documento. Certamente os dois primeiros parágrafos estarão em negrito, com fonte
tamanho 11 e o restante estará sem negrito, com fonte tamanho 10, o que é um
padrão grande para as dimensões do livro. Iremos então configurar tudo isso e
inserir o quadrado da FC, que não apareceu no Word.

 

5- Sempre no
Word, selecione o primeiro e segundo parágrafos, que estão em negrito, e
coloque o tamanho de fonte como 9. Depois, centralize-os. Selecione todo o
restante e coloque o tamanho de fonte como 8.

 

6- Coloque o
cursor ao final da segunda linha da FC (a última linha em negrito) e dê dois “enter”,
criando mais duas linhas. Com o cursor na última linha criada, vá no menu
“tabela”, depois em “inserir” e depois em
“tabela”. Selecione inserir uma tabela com uma coluna e uma linha.

 

7- Arraste para
dentro da tabela criada todos os itens que estavam dentro do quadro, na FC
original.

 

8- Nessa fase,
apenas usando a barra de espaços e o botão “enter”, procure deixar os
itens que estão dentro da tabela exatamente na mesma posição que se encontram
dentro do quadro da FC original. Jogue para a direita o texto necessário, por
exemplo dando três espaços e mais ainda para a direita o que for necessário,
dando mais três espaços. Depois, separe a penúltima linha da última linha,
dando alguns “enter”.

 

OBS: Dentro da
tabela, não é necessário separar muito a penúltima linha da última. Uns poucos
“enter” são suficientes. Ajuste a altura da tabela de acordo com o
espaço que tiver disponível na página do seu livro onde a FC será inserida.

 

8- Arraste a
borda direita da tabela para dentro, reduzindo a largura da tabela, mas sem
alterar os parágrafos do texto que está dentro dela. Isso é feito porque a
tabela criada abrangeu toda a largura do documento e não é necessário uma
tabela tão grande assim.

 

9- Clique com o
cursor em qualquer lugar dentro da tabela, depois clique no menu
“tabela” e depois em “selecionar” e depois em
“tabela”. Com a tabela selecionada, centralize-a na página, clicando
no mesmo botão usado para centralizar os parágrafos.

 

10- Por fim,
selecione as duas últimas linhas que estão abaixo da tabela e centralize-as.

 

Pronto. Basta
copiar toda a FC que você acabou de editar e colar dentro do documento do seu
livro!


13 Comentários

  1. Henrique Fendrich disse:

    Confusíssimo. Até agora não consegui inserir no livro.

  2. Víctor Hugo Neira Mu disse:

    Pode até ser útil para autores pouco experientes em computação, más para um autor, adoece de alguns problemas de português… Fora a redação destaco:
    “Esse é um breve tuturial”; “Existe uma dificuldade em transpor essa ficha
    para o livro, razão pela qual esse tutorial…”; “Vamos ao tuturial:”
    1 – Nos dois casos em que se refere ao próprio tutorial deveria ser ESTE e não esse. Este erro de uso o demonstrativo é comum na linguajem coloquial, mas deve ser evitado na escrita.
    2 – Até o segundo parágrafo aparece quatro vezes a palavra tutorial. Duas certas e duas erradas… TUTURIAL.
    3- Tem dois itens 8;
    4 em “Abra um novo documento do Word, configurando a página para o formato A5 e com as mesmas margens utilizadas em seu livro. A ficha será trabalhada nesse novo documento do Word” além de desnecessária a repetição de “novo documento do Word” seria melhor NESTE novo doc… por referir-se no mesmo parágrafo a esse documento.
    Espero que no livro tenha tomado mais cuidado…

    • Roger disse:

      tá bom, já desse a tua aulinha online hoje. Eita Patrulha Ortográfica Fascista!…A maioria dos escritores e editores, inclusive os bestsellers, usa revisores e copidesques profissionais. Vá ser chato assim no inferno!

    • Rô Mierling disse:

      Ao Víctor Hugo Neira Mu : “MAS” significando porém – contudo, não tem acento..

      NÃO SE ESCREVE “MÁS” E SIM “MAS”, sem acento..

      FICA A DICA: NINGUÉM SABE TUDO..

  3. Edir Araujo disse:

    Olá Eduardo. Me responda por favor : Eu já tenho o registro no ISBN. É conveniente ter também a ficha catalográfica no miolo do meu livro. Qua a importância da ficha catlográfica ? Agradeço. Forte Abraço !

  4. Faz tempo que estou com uma dúvida. Na ficha catalográfica, no campo do nome da editora, nós devemos colocar “edição do autor” ou devemos colocar a editora como sendo o Clube de Autores?

    Aguardo resposta.

    • Oi Oliveira! Como nós não somos editora, esse papel é do autor. Assim, você deve colocar mesmo o seu nome, como editor-autor.

  5. Joaquim Branco disse:

    Sou autor de livros e gostaria de saber como participar como escritor do Clube de Autores.
    Tenho um projeto pronto.

  6. Eduardo, você sabe o que significa os códigos que estão na ficha catalográfica, na última linha dentro do retângulo (bem rente à linha)? À esquerda são apenas número e à direita vem: CDD- e os números.
    Obrigada pelo tutorial que auxiliou muito na confecção do meu primeiro livro!

  7. Quem quiser ver como ficou a ficha catalográfica que inseri em meu livro, fazendo da maneira como descrita nesse tuturial, basta acessá-lo, na categoria de livros de humor (80 PIADAS DE DENTISTAS). Abraços a todos.

    • Ana Maria Miranda disse:

      Luciana, boa tarde, só respondendo sua perguntas os números a esquerda são parte da tabela Pha que indica o nome do autor, a primeira letra do nome e o numero que indica sem nome na tabela criada por Cutter, a sergunda com CDD na frente significa Classificação Decimal de Dewey e significa a numeração na qual o assunto abordado na obra se refere na tabela.

Deixe o seu Comentário

O seu email nunca será publicado ou partilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

*
*