Que tal se hospedar em um hotel literário?

Óbidos é uma pequena cidade medieval encravada no interior português. Tem tudo o que se imagina em um conto de fadas: um castelo no alto de um morro, muralhas cercando o perímetro e pequenas casas adornando uma paisagem com morros verdes e céus azuis.

Passear por Óbidos é, por si só, algo absolutamente inspirador. Mas nada é tão bom que não possa melhorar :-)

E sabe como? Com a inauguração de um “hotel literário”.

O nome já diz tudo: é um hotel (extremamente charmoso, diga-se de passagem) com livros por absolutamente todos os cantos.

E quer saber os números? No total, são 30 quartos e – pasmem – 45 MIL livros. Veja, abaixo, o site deste hotel (cujo nome, The Literary Man, não poderia ser melhor escolhido): http://www.theliteraryman.pt

E, se for passear pela terrinha, pense seriamente em entrar nesse mundo de letras que efetivamente vive dentro de uma cidade que é um conto de fadas por si só.

5 comentários em “Que tal se hospedar em um hotel literário?

  1. sou apaixonada por Portugal, até pela minha ancestralidade materna.A história portuguesa é fascinante.Gostari de receber notícias desse hotel literário para uma fututa viagem a Portugal.Obidos não ficará fora de minha rota, com toda certeza.
    Att

    Profa. Dra. Noely Z. O. Raphanelli

  2. Óbidos não é uma cidade encravada e não se situa no interior Português. Óbidos é uma vila de carácter medieval situada a 10 minutos de distância de algumas das mais belas praias do litoral Português.

    Gostariamos de chamar a atenção para este post que exibe uma imagem do Mercado Biológico de Óbidos e não do hotel a que faz referência. Solicito a correção imediata da imagem ou do texto por forma a ficar claro para o leitor.

    Obrigado,

    The Literary Man – Óbidos Hotel

    1. Meus caros, há diferenças na maneira de se falar entre o português de Portugal e o do Brasil. No Brasil, uma cidade no interior se refere a qualquer cidade que não seja a capital – independentemente de estar ou não próxima ao litoral. Ou seja: neste aspecto, não há absolutamente nada de errado com o texto. Inclusive observaria que, para um hotel tematicamente dedicado à literatura, entender essas sutis diferenças entre o português falado no Brasil e em Portugal deveria ser algo quase obrigatório…

      Com relação à imagem, sem problemas: estamos tirando-a do ar neste instante. Na Internet ela está referida como uma imagem do hotel de vocês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *