ISBN, ISBN, ISBN

Só um lembrete fundamental: ISBN nunca foi tão importante para autores independentes quanto hoje.

Por que? Resposta bem direta: sem ele seu livro simplesmente não será distribuído nas livrarias que trabalham conosco, incluindo Cultura, Amazon, Estante Virtual e outras.

E isso significa fechar as portas para mais de 10 milhões de leitores – pelo menos – que compram mensalmente por esses sites.

Ainda não tem o seu? Vá a isbn.bn.br e siga você mesmo o processo para fazer o registro do seu livro. É fácil e, sem dúvida alguma, vale a pena.

Leia Mais

A história ao nosso alcance

Normalmente, escritores gostam de história. Faz sentido: afinal, é justamente isso que fazemos em nosso cotidiano, cada vez que nos trancamos em nossas mentes e dela extraímos textos que mesclam experiências pessoais a fantasias absolutamente desprovidas de qualquer senso prático de lógica.

E a História – a formal, pelo menos – nos dá justamente um repertório mais amplo de fatos e dados que, de certa maneira, foram responsáveis pela nossa própria existência neste exato instante, no local onde estiver lendo o post, no contexto familiar, pessoal e profissional no qual se insere. O resultado da História humana, afinal, somos nós mesmos – tanto individual quanto coletivamente.

E, sempre que me deparo com algum tipo de ação que deixa a História mais perto das nossas vidas, acabo sentindo uma espécie de gratidão por poder mergulhar em consultas e pesquisas exploratórias livres que certamente resultarão, no mínimo, em algum aprendizado sobre mim mesmo. Foi essa sensação que tive ao conhecer o projeto da Biblioteca Nacional Digital.

Em linhas gerais, essa iniciativa brilhante deixa ao alcance de todos nós documentos históricos, digitalizados e sem custo algum. Pérolas como o documento original da Abertura dos Portos às Nações Amigas, de 1808, que para sempre mudou a história do Brasil; ou a primeira edição dos Lusíadas, de Camões, de 1572; ou toda a coleção Thereza Christina Maria, doada pelo Imperador D. Pedro II. No total, há mais de 700 mil documentos históricos a um clique de todos nós.

Quer saber mais? Então faça como eu: feche essa página e acesse agora o http://bndigital.bn.br/ . E boa jornada!!!

Ricardo Almeida.

Leia Mais

Tire as suas dúvidas sobre registros no site do ISBN

Recentemente, começamos a receber MUITAS dúvidas de usuários sobre ISBN (International Standard Book Number), registro que rege, em termos oficiais, a literatura no mundo.

Na maior parte, o que acabamos respondendo inclui informações que constam no próprio site do ISBN, que foi renovado recentemente e conta com uma riqueza de dados e processos bem práticos. Assim sendo, ao invés de apenas intermediar, aproveitamos esse primeiro post da semana para divulgar o site do ISBN, onde todas as dúvidas certamente poderão ser selecionadas ;-)

Para acessar, clique aqui, na imagem abaixo ou vá diretamente ao link http://isbn.bn.br

Leia Mais

Casa da Leitura abre curso gratuito para autores

Sempre comentamos, aqui no blog e em eventos que participamos, da relevância para escritores de todos os gêneros de mergulhar a fundo em referências literárias como forma de se construir as suas próprias bases. Sem o hábito de ler, afinal, dificilmente se consegue forjar um bom escritor.

A questão é que ler, por si só, nem sempre é o suficiente para que se entenda técnicas literárias. É justamente com esse intuito que a Casa da Leitura promoverá um curso gratuito, entre os dias 1 de março e 28 de junho, sobre leitura e criação de poemas. Sob a coordenação da professora Ângela Montez, o programa é inteiramente baseado no estudo de técnicas e na leitura de poetas contemporâneos – uma imersão importante para os amantes dessa que talvez seja a mais nobre das artes humanas.

Se interessou? Então apresse-se, pois só será possível se inscrever até o final desse mês!

Os dados são:

Datas:
Março: dias 1/8/29
Abril: dias 5/12/19/29
Maio: dias 3/10/17/24/31
Junho: 14/21/28

Horários: Das 15:00 às 17:00

Endereço: Rua Pereira da Silva, 86 – em Laranjeiras, no Rio de Janeiro

Telefones para contato: (21) 2557-7458 e 2557-7437

Saiba mais em: http://blogdabn.wordpress.com/2012/01/16/583/#more-583

Leia Mais

E-Books e o futuro

No mês passado, a Biblioteca Nacional, em conjunto com a Maison de France  o Instituto Goethe, realizou o encontro E-Books e a Democratização do Acesso.

O evento inclui uma série de exposições de opiniões e casos, apresentados por alguns dos maiores especialistas no assunto e que ajudam o mercado a montar a sua visão de futuro em relação aos livros.

Como em todo momento de mercado em que uma novidade muda a percepção geral, é comum termos fatalistas que preconizam a morte instantânea dos impressos – ao mesmo tempo em que outros garantem que livros eletrônicos não passam de um modismo pouco prático.

Seja como for, dois fatos claramente contradizem as duas previsões:

1) Livros eletrônicos estão efetivamente crescendo a um ritmo consistentemente forte em todo o mundo; e

2) Livros impressos sob demanda crescem a um ritmo ainda maior do que o de livros eletrônicos

A conclusão mais ponderada que se chega é a de que as pessoas estão simplesmente lendo mais – e utilizando formatos de leitura diferentes, de acordo com a circunstância, necessidade e disponibilidade. Há espaço para todos os formatos – impressos, e-books e audiobooks? Provavelmente sim, ao menos por muito tempo. Mas a nossa recomendação é que, antes de formar qualquer opinião radical sobre o assunto, os escritores abram as suas mentes e mergulhem no que os especialistas que mais estudam o mercado estão observando.

O evento que mencionamos é um belo exemplo. No site da Biblioteca Nacional, algumas das principais palestras estão disponibilizadas de forma gratuita, ilustrando números, conclusõe e tendências. Quer ver?

Então clique aqui, na imagem abaixo ou vá diretamente ao link http://www.bn.br/portal/index.jsp?nu_padrao_apresentacao=25&nu_item_conteudo=1951&nu_pagina=1

E boa “e-leitura”!

 

 

Leia Mais