Império Invisível, de Eduardo Schroeder, apresenta uma outra conspiração por trás do 11/09

11 de setembro de 2001. Inicia-se a última
fase da maior conspiração de todos os tempos…

Esse é o ponto de partida do romance de
mistério O Império Invisível, que perscruta de forma surpreendente sociedades e
governos secretos, terrorismo, profecias e a própria história.

A exatas 8h45min daquela fatídica manhã de
terça-feira, a agente da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) Érica, e seu
esposo Reinaldo, lutam pela sobrevivência no octogésimo sétimo andar da recém
atingida Torre Norte do World Trade Center.

Ao final do dia, o saldo do terror: Érica
uma sobrevivente; Reinaldo, um dos anônimos heróis soterrados. Ele, antes de
tombar com as torres, teve tempo suficiente para seus dois últimos atos
heróicos. Primeiro, salvar uma garotinha encurralada pelas chamas e, segundo, enviar
à esposa uma misteriosa mensagem, lances de um macabro jogo de xadrez. Este
último ato, mais importante que o primeiro, pode salvar milhões.

Para isso, Érica precisará entender o jogo.
Descobrir que muitas vezes inimigos e amigos se misturam. Deverá decifrar o
segredo em tempo de impedir o atentado que, caso se consolide, suplantará o
setembro negro de 2001 como o maior de todos os tempos.

O enredo é fictício. As profecias,
interpretações aceitas por importantes teólogos ao redor do mundo. Os fatos
históricos são tão controversos quanto reais!

Nascido de uma extensa pesquisa em fontes
históricas confiáveis, a obra leva o leitor às origens modernas de sociedades
secretas como a maçonaria e illuminati, suas relações com o velho mundo e o
recém independente continente americano. Mais que isso, O Império Invisível
mostra ao leitor o verdadeiro império que dirige o mundo, por trás dos governos
das principais nações do planeta.

Em um thriller bem desenhado, projetado
para jovens e adultos, seguindo a fórmula de sucesso que reúne fotos históricos
reais, enredo bem tramado, ação do início ao fim e uma picante pitada de
polêmica; este romance é capaz de prender o leitor do primeiro ao último
parágrafo.

O Império Invisível colecionou críticas
positivas e uma boa receptividade por relevantes nomes da literatura nacional e
internacional, tais como o escritor Luis Eduardo Matta que parabenizou o autor
pela escrita agradável e eficiente. Já o consultor, parecerista e tradutor
internacional James McSill oficializou sua crítica da seguinte maneira: “Em
muitos aspectos a trama [de O Império Invisível] está mais interessante do que
muitas que li pré-edição e que viraram best-sellers, tais como Panic e Fear e a
trilogia do meu vizinho daqui de York, David Peace.”

Quem se interessar pode ver e comprar a obra clicando aqui ou acessando diretamente o link http://clubedeautores.com.br/book/7040–O_IMPERIO_INVISIVEL




Leia Mais

Compras parceladas e mais meios de pagamento

Em uma parceria com o Pagamento Digital, do Grupo Buscapé, o Clube de Autores passa a diversificar as suas formas de pagamento a partir de hoje.

Até então com pagamentos restritos a Visa, Mastercard, Diners e boleto bancário, incorporamos ao leque de opções as bandeiras Aura, Hipercard e American Express.

Além disso, todos os pedidos poderão ainda ser parcelados em até 6 vezes – facilitando as condições principalmente para autores que costumam comprar em maior volume.

Essa é a primeira de uma série de implementações que a nossa equipe tem trabalhado nas últimas semanas, objetivando a ampliação de visibilidade para os autores, a facilitação do pagamento, a implementação de um novo sistema de capas (permitindo uma customização mais completa) e a redução de custos – principalmente de frete.

As próximas semanas serão repletas de novidades como essa, aumentando a infra-estrutura operacional do Clube e permitindo, com isso, multiplicar as vendas de todos os nossos autores!

Leia Mais

Lançamento do livro “9882 – O VENENO DA HIDRA”, na Cafeteria Ao Café (Santos-SP)

O autor Lindenberg Mota estará lançando seu novo livro de ficção científica  “9882 – O Veneno da Hidra” na Cafeteria Ao Café (Av. Siqueira Campos, 462 – canal 4, em Santos-SP, na esquina com a Rua Lobo Viana) no Sábado, dia 20/06, à partir das 17 horas.

O livro é repleto de referências com as lendas e mitos que sempre acompanharam a imaginação do homem quando falamos das estrelas e grandes navegações – em especial, o confronto mitológico de Hércules com a Hidra de Nove Cabeças no pântano de Lerna.

Mais do que uma ficção, o livro traz a história do complexo caso de amor entre Cairo e Stephane,  ex-recrutas da Guarda Galáctica, que anos atrás durante uma missão se depararam com um misterioso julgamento do planeta Terra onde nosso mundo foi considerado a origem de todos os males espalhados pelo Universo. Como consequência do julgamento, Stephane acabou sendo transformada em uma estrela.
 
Agora Cairo, atormentado por achar que a estrela brilha pedindo por sua ajuda, parte em uma grande viagem pelo espaço em busca de seu verdadeiro amor com a esperança que ela ainda viva. Mas será que Stephane está mesmo viva ou Cairo ficou completamente paranóico?

O livro pode também ser adquirido diretamente pelo Clube de Autores, clicando aqui ou indo direto ao link http://clubedeautores.com.br/book/1537–9882. Na ocasião do lançamento serão sorteados fanzines e livros entre os presentes.

Curiosidades, informações e mistérios sobre o livro encontram-se no site http://18olhos.blogspot.com.

O que: Lançamento do livro “9882 – O Veneno da Hidra”, por Lindenberg Mota
Local: Cafeteria Ao Café (Av. Siqueira Campos,
462 – canal 4, em Santos-SP, na esquina com a Rua Lobo Viana)
Data e hora: Sábado, dia 20/06, à partir das 17 horas.

Leia Mais

A Geração Y

Na tarde de ontem, o autor Sidnei Oliveira publicou o livro “Geração Y” no Clube de Autores. Dado o interesse que o tema tem despertado – e o ineditismo de um livro sobre essa geração nascida na década de 80, à beira da era da informação, decidimos reproduzir um texto do próprio autor.

Ele segue abaixo, como uma espécie de degustação da obra. Quem se interessar, basta adquiri-la e se aprofundar mais em um assunto que certamente será determinante para empresas e profissionais de todos os ramos!

—–

A GERAÇÃO Y PROVOCA QUEDA NA BOLSA DE INFORMAÇÃO? (por Sidnei Oliveira)

Ninguém sabe exatamente como foi que aconteceu. Quando todos perceberam, o fato já estava consumado e já tinham identificado um culpado – A Geração Y.

Há muitas décadas a informação era negociada em mercados do mundo. O simples fato de fazê-la fluir era suficiente para movimentar riquezas pelo planeta.

Todos queriam possuir a maior quantidade possível. O investimento era muito seguro, pois a valorização estava sempre crescente. Nunca havia acontecido uma queda nas cotações. Ter informação era ter poder.

Sempre que alguém lançava uma informação nova, os preços rapidamente disparavam, pois a demanda por novidades alimentava este mercado.

Quanto mais restrita e exclusiva a informação, maior seu valor. Esta regra era sagrada. Nunca houve alguém que desafiasse esta realidade.

Alguns buscavam proteção para seu patrimônio em registros de patentes, outros simplesmente reservavam suas informações a um número mínimo de pessoas, apenas o suficiente para que pudesse gerar riquezas, como aquele famoso caso da fórmula secreta do refrigerante que vale milhões.

Em alguns casos ela atingiu o status de segredo, tornando obrigatórios, os contratos de sigilo para que ela pudesse circular normalmente.

A valorização atingiu tal nível que invadiu os relacionamentos humanos.

Gestores passaram a determinar sua autoridade pelo nível de informações “estratégicas” que possuíam. Literalmente, na empresa, quem tinha mais informações, tinha mais poder.

Professores exigiam “respeito” por terem mais informação, assim podiam determinar o avanço no desenvolvimento que permitiriam seus alunos alcançarem.

Mesmo os pais, passaram a educar seus filhos com base na posse de informações. Um dos instrumentos mais comuns, era solicitar aos filhos que “fossem para o quarto” quando queriam compartilhar alguma informação “valiosa”.

Quem, nestes últimos anos, não ouviu a frase : “quando você está indo, eu já estou voltando” . Típico recurso de quem acredita que possui uma informação mais “cara” que o outro.

Contudo, o fato é que, a informação já não está mais se valorizando. As cotações estão em queda desde o surgimento de novas tecnologias, principalmente a Internet.

Qualquer informação perde seu caráter de exclusividade no momento que é apresentada, isto dificulta muito a valorização e provoca alguns efeitos significativos nas relações pessoais.

Gestores encontram dificuldades na condução de suas equipes, pois já não possuem informações estratégicas sigilosas que possam sustentar sua “autoridade”. Eles sabem que um liderado esperto, tem habilidade em adquirir qualquer informação, mesmo as consideradas exclusivas da chefia.

Pais estão se surpreendendo ao descobrirem que seus filhos tem mais informações e mais habilidades em lidar com elas. Alguns inclusive atribuem a estas habilidades, uma equivocada avaliação de terem filhos “super-dotados”.

Professores são pressionados por não conseguirem a atenção verdadeira de seus alunos, que freqüentam as aulas por formalidade, realizando tarefas apenas para cumprir as exigências e receber o diploma.

A Era da Informação está terminando para dar lugar a uma nova era, com novos atores.

A geração Y não valoriza a informação da mesma maneira, pois sabem que ela está disponível a apenas alguns cliques. Isto não significa que a informação perdeu o valor, apenas o foco neste valor que está diferente.

Para estes jovens, uma informação somente tem valor quando flui, ou seja, quando pode ser compartilhada livremente para que tenha uma aplicação prática, que gere resultados reais, caso contrário, a informação não é relevante e pode ser desprezada.

Neste novo cenário, a capacidade de compartilhamento, a colaboração e o relacionamento estão em alta no mercado, e a primeira coisa que estamos percebendo é que os jovens da Geração Y, estão se mostrando muito mais eficientes neste mercado.
Contudo, isto não significa que os jovens estão protegidos de decisões equivocadas.

Se todo este compartilhamento de informação, toda colaboração e relacionamentos não tiverem um direcionamento baseado em valores sólidos, poderemos encontrar no futuro, milhares de ”engenheiros em nano-tecnologia“ ou doutores em ciências, virando hambúrgueres em lanchonetes.

Estamos vendo do surgimento da Era da Conexões.

Quanto você vai investir neste novo mercado?

Livro: A Geração Y
Autor: Sidnei Oliveira
Preço: R$ 39,99
PAra comprar, clique aqui ou vá ao link http://clubedeautores.com.br/book/2108–Geracao_Y

Leia Mais

Clube no Facebook

Criando um novo ponto de presença na rede e de interação com os usuários, o Clube de Autores inaugurou esta semana a sua página no Facebook.

Quem quiser nos visitar e nos incluir na sua própria rede de relacionamento, basta clicar aqui.

No próprio blog, à direita, inserimos uma caixa contendo atalhos diretos para todos os nossos pontos de presença na rede, destacando o Twitter, o Facebook, as Páginas de Autores e, claro, o site oficial.

Assim, caso você já seja ou não parte do Clube, venha conhecer as nossas outras “casas” na Web!

Leia Mais