reajuste-nos-precos-de-livros

Reajuste nos preços de livros

Não, sabemos que essa não é uma notícia fantástica – e, acreditem, está longe da que gostaríamos de dar a toda a comunidade de autores e leitores do Clube.

Ela é, no entanto, inescapável, principalmente considerando que o último reajuste aplicado aos livros foi em 2018, quando o dólar (moeda utilizada para a compra de papel por gráficas) estava abaixo de R$ 4 e tanto equipe quanto tecnologia estavam em um patamar bem diferente do de hoje.

Por conta disso, faz-se necessário aplicar, a partir da segunda semana de fevereiro, um reajuste em todos os preços de livros do Clube de Autores da seguinte ordem:

  • Para livros impressos: os custos subirão aproximadamente R$ 2,40 para todas as obras publicadas (podendo variam levemente de obra para obra dependendo de suas características).
  • Para os ebooks: os custos subirão aproximadamente R$ 2,40 para todas as obras publicadas.

Percebam o seguinte: ao aplicar esse aumento linear, isso também significa dizer que, percentualmente, os livros mais baratos terão maior impacto e os mais caros, menor. Isso também foi pensado e calculado justamente com base nos tamanhos e preços médios dos livros para evitar quedas nas vendas, algo importante uma vez que todos nós, tanto Clube quanto autores, vivemos delas.

Os preços novos serão refletidos também nas lojas e canais de venda.

Assine a Nossa Newsletter

Ricardo Almeida

Sou fundador e CEO do Clube de Autores, maior plataforma de autopublicação do Brasil e que hoje responde por 27% de todos os livros anualmente publicados no país. Premiado como empreendedor mais inovador do mundo no segmento de publishing pela London Book Fair de 2014, sou também Key-Account Director da Brivia, escritor, triatleta e, acima de tudo, pai de família :)

2 comentários em “Reajuste nos preços de livros

    1. Olá, Marcelo!
      Não, esse aumento tem a ver com o aumento dos preços da matéria prima, especialmente do papel cujo preço é regulado pelo mercado mundial, em dolar.

Deixe uma resposta para Marcelo Palmeira Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *