Projeto Chroma reune quadrinistas em cooperativa online

Escrever de forma colaborativa não é exatamente uma novidade – mas cada iniciativa que aparece juntando escritores que, em comunidade, batalham por mais espaço para as suas obras e colaboram como forma de aprimorar os seus textos merece grande destaque.

Um exemplo excelente disso é o Projeto Chroma, criado em julho de 2010 como uma espécie de “cooperativa online” de quadrinistas.

Além de um ambiente rico de troca de informações, o Chroma tem como objetivo de mais longo prazo somar recursos para a fundação de um estúdio que consiga agregar mais qualidade técnica às produções e ensinar crianças e jovens a criar as suas próprias estórias.

Se você é quadrinista e deseja participar do projeto, as portas estão totalmente abertas: basta acessar o fórum, no http://forum.projetochroma.net.br, ou contatar a equipe pelo e-mail contato@projetochroma.net.br

É importante lembrar aos interessados que o projeto não tem fins lucrativos e que as histórias publicadas são voltadas para crítica social.

Quem quiser apenas acompanhar o andamento dos trabalhos também pode acessar a página do grupo no Facebook (www.facebook.com/projetochroma) e/ ou a comunidade no Orkut (http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=121246534)

Leia Mais

Que tal escrever um livro ao vivo?

Dentre os tantos métodos de divulgação de livros que autores de todo o país tem utilizado, um nos chamou a atenção recentemente.

Sob o pseudônimo DarkWriterbr, um usuário criou uma comunidade no Orkut e está lançando o seu livro em pílulas – ou melhor, capítulos – publicados assim que chegam ao final. Ou seja: ao acessar a comunidade, o usuário pode baixar os capítulos e interagir com a história de uma maneira bastante intensa.

O público parece se identificar: aberta maço de 2010, a comunidade já conta com quase 6 mil membros que acompanham cada etapa do livro. Em seus fóruns de discussão, o autor participa de chats, tira dúvidas e responde a comentários, utilizando com criatividade os recursos de uma das mais antigas e tradicionais redes sociais brasileiras, o Orkut.

É possível que a obra seja inteiramente disponibilizada na rede, até o seu último capítulo; que parte dela seja exclusiva para quem adquirir um eventual formato pago; que os últimos capítulos não sejam publicados na Web; ou até mesmo que o livro não chegue ao fim. Verdade seja dita, o mais encantador sobre essa estratégia, inteiramente baseada na troca, é que o seu futuro é tão incerto quanto capítulos que ainda não estão escritos.

Esse tipo de troca, tão característica às redes sociais, conseguiu para o DarkWriterbr uma façanha digna de nota: arrematar fãs da sua obra antes mesmo desta estar concluída. Uma bela estratégia de marketing que, ao construir e consolidar uma audiência a partir do anonimato pleno, serve como referência para todo o mercado editorial brasileiro.

Para acessar a comunidade, clique aqui, nas imagens abaixo ou acesse o link http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=99378352

Leia Mais

O Bar do Escritor e a crítica literária

Quando estivemos na Flip, conhecemos e recebemos em nossa casa o pessoal do Bar do Escritor – uma comunidade no Orkut voltado para críticas de textos diversos. Esse primeiro contato nos fez segui-los pelas redes sociais e, por consequência, descobrir que são uma verdadeira mão na roda para todo tipo de autor.

De uma maneira geral, o Bar do Escritor é uma comunidade em que todos podem postar os seus textos e fazer ou receber críticas literárias. A rede, com mais de 3 mil membros, é extremamente ativa – e os comentários são sempre construtivos, claros.

Como política, a comunidade é aberta a todos e as críticas devem ser dirigidas apenas aos textos. Por conta disso, escritores os mais diversos acabam propiciando a si mesmos um local de troca em que a opinião alheia acaba contribuindo, de maneira intensa, para a melhoria de seus textos e de suas carreiras de escritores.

Quem quiser participar deve acessar a comunidade no Orkut clicando aqui ou indo diretamente ao endereço http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=3891757 .

E boa sorte!

Leia Mais

Flip 2010 – Dia 2 #clubenaflip

Depois dos primeiros eventos de ontem, a Casa do Clube de Autores na Flip 2010 se transformou em um verdadeiro ponto de encontro de escritores independentes e intelectuais.

Ao longo do dia de hoje, mais de 500 pessoas estiveram na Casa, conversando e debatendo temas diversos.

A programação oficial iniciou mais tarde, às 14:00, com o lançamento da obra “O Aniversário do seu Chico – uma história contada pela matemática“, de Marizete Dias Barros. Professora de matemática, ela criou um tipo de estória interativa em que o aluno deve decifrar enigmas ao fazer contas para chegar até o final. A idéia foi tão inusitada que rendeu até visita de grupos de estudantes e professoras interessadas no livro!

photo

photo

Após o lançamento, Marizete permaneceu conosco acompanhando o bate-papo com Cristiano Deveras, um dos mentores do Bar do Escritor. Autor premiado, Cristiano montou uma comunidade no Orkut feita por autores que desejavam se “autocriticar”. Como regra , o respeito aos membros e a aplicação da crítica construtiva como forma de ajudar os textos a serem aprimorados.

A comunidade deu tão certo que, este ano, ela realmente se transformou em Bar e recebe escritores na Praia do Pontal, em Paraty, para fazer ao vivo o que antes estava restrito ao Orkut.

Além da história do grupo, o papo no Clube girou em torno da crítica literária e de como o autor deve enfrentá-la. Tema quente e de fundamental importância para os autores que começam a formar os seus públicos.

photo

Neste momento, a Casa do Clube de Autores se prepara para o último lançcamento de hoje – Adeus a Aleto, de Roberto Muniz Dias. Uma espécie de thriller que mistura ficção a realidade, mitologia a fatos concretos e que prende a atenção do leitor em uma verdadeira viagem. Se você estiver lendo este post agora em Paraty, ainda há tempo: corra para a Rua da Lapa, 375, e prestigie o autor!

E, se você estiver prestes a chegar a Paraty, não fique triste: amanhã tem mais um dia relpeto de programações intensas!

photo

#clubenaflip

Leia Mais

Comunidade no Orkut funciona como suporte colaborativo

Por mais que tentemos facilitar o processo de publicação, uma obra é uma obra e, claro, dúvidas sempre surgem. Há limites para se utilizar imagens? Até que ponto vai o Clube? Como funciona a parceria com o Buscapé? Como lidar com o ISBN?

Algumas dessas respostas estào por aqui, pelo site – mas também estão postadas em quase 50 fóruns abertos na comunidade do Clube de Autores, no Orkut.

Para cada pergunta, sempre há algum autor, membro do Clube, com boa vontade para responder e, assim, ajudar os colegas pelo processo. Isso acabou nos chamando a atenção de tal maneira que nós mesmos abrimos um tópico e uma enquete sobre o que devemos fazer em seguida, como próximos passos do Clube. As respostas obtidas certamente nos auxiliaram e estão guiando o nosso cronograma de desenvolvimento.

Assim, reforçamos o convite a todos os interessados a conhecer e a participar da comunidade! Para acessá-la, clique aqui ou vá ao link http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=92688191

Leia Mais