Compras em quantidade no Clube

Já faz algum tempo que temos recebido inúmeros questionamentos sobre autores interessados em compras de maior volume de suas obras para eventos como lançamentos. O sistema do Clube já calcula de maneira automática descontos para quantidades – mas nem sempre os autores sabem disso.

Há, no site do Clube, um link que fica no rodapé chamado “compras em quantidade”. Lá você encontrará a tabela abaixo:

Vale destacar que, além dos descontos, compras feitas por autores tem os montantes referentes a seus direitos autorais deduzidos, o que baixa ainda mais o montante.

Mais informações podem ser vistas diretamente no link https://www.clubedeautores.com.br/webpage/compras-em-quantidade

Leia Mais

5 dicas para organizar o seu evento de lançamento de livro

Qual o lugar ideal para realizar o seu evento de lançamento de livro?

Para novos autores, o evento de lançamento é um dos momentos mais importantes de suas carreiras. Lá consegue-se reunir amigos e leitores em potencial em torno da sua obra, dando uma espécie de ignição nas vendas.

Quem nos acompanha aqui sabe que temos apostado bastante em lançamentos virtuais – que, de fato, apresentam resultados interessantes (principalmente, claro, quando bem divulgados). Isso sem falar no benefício de ser algo completamente gratuito e acessível – o que sempre ajuda.

Mas nada se iguala a um lançamento físico, rico tanto em pompa quanto em resultados.

A grande questão é: até que ponto vale a pena investir em um local para lançar o seu livro?

A boa notícia é que nem sempre isso é necessário. Aliás, dependendo da habilidade de negociação do autor, isso quase sempre pode sair de graça. Como? Compilamos algumas sugestões com base em eventos feitos por autores daqui do Clube. Confira abaixo:

Centros Culturais

Todas as grandes cidades tem algum tipo de centro cultural, por vezes funcionando com verbas públicas e destinado à divulgação da cultura. Uma rápida busca no Google (ou mesmo ligação para os canais corretos na prefeitura ou secretaria da cultura/ educação) certamente gerará uma lista, mesmo que pequena, de opções.  Basta ligar para os locais e negociar o evento que, em grande parte, pode sair gratuito.

Cafés e restaurantes

Locais como esses vivem de fluxo de gente – de clientes que consomem e que deixam nos caixas dos estabelecimentos os seus sustentos. E um evento de lançamento de livros trará exatamente isso: gente. Assim, localize alguns desses locais e negocie com os seus proprietários. É possível que você não consiga bancar o coquetel em si para os seus convidados – mas não há nenhum pecado em fazer cada um pagar pelo que consumir.

Livrarias

Essas também vivem de gente – claro. Afinal, enquanto os seus convidados estiverem circulando e conversando com amigos no seu evento, eles também estarão olhando (e, possivelmente, comprando) outros títulos. Boa parte das livrarias não cobra nada pelo evento de lançamento – e ainda banca o coquetel. Da mesma forma que com bares, cabe a você escolher algumas livrarias, ligar e negociar o evento em si.

Vale uma observação importante aqui: a maior parte das livrarias exige que seu livro tenha o registro do ISBN para viabilizar o lançamento. Essa é uma recomendação importante que reforçamos pois, com o ISBN, seu livro publicado aqui no Clube de Autores poderá ser vendido em uma vasta gama de livrarias como Cultura, Estante Virtual, Amazon etc. Para facilitar a sua vida, temos este post aqui com o passo-a-passo para fazer o registro do ISBN.

Eventos do setor

Aplicável principalmente (mas não exclusivamente) para livros mais técnicos, você pode negociar com a organização de eventos a realização de seu lançamento lá. Se o livro tiver a ver com o tema, o evento em si sairá ganhando, pois aumentará o fluxo de pessoas e ainda poderá sair como apoiador da sua obra.

Em sua própria casa

É fato que um lançamento em sua casa provavelmente se restringirá ao seu círculo de amigos. Todavia, essa reunião continua sendo caracterizada como um evento e será uma forma de começar a espalhar pelos quatro cantos que você está lançando um livro seu. Esses pequenos encontros, simples e baratos de organizar, podem ser o pontapé inicial na sua carreira de escritor.

Organizar um evento de lançamento pede a criatividade para se conseguir economizar e, ao mesmo tempo, alcançar resultados positivos. Mas se você já teve a criatividade suficiente para escrever um livro, isso certamente não será um problema!

Quer saber mais?

Ainda está cedo para pensar no evento em si? Então confira esses outros conteúdos que certamente poderão ser úteis a você: 

Se ainda não tem o livro escrito e precisar de um modelo, veja os templates que temos disponíveis aqui.

Se precisar de informações mais detalhadas sobre o lançamento do livro (indo muito além do evento), acesse este post aqui.

Se quiser saber como divulgar o seu livro, baixe nosso guia aqui.

Leia Mais

Compartilhe e marque seus amigos no nossoalbum coletivo de lançamentos

Até agora, já são mais de 150 fotos de lançamentos de livros de autores daqui do Clube em nosso album no Facebook – um registro de imagens de lançamentos de livros de diversos autores, imortalizando na Web alguns dos momentos mais importantes na vida de quem faz da literatura a sua verdadeira paixão.

Para quem ainda não viu, o link direto do album é https://www.facebook.com/media/set/?set=a.409641685745948.92295.123478361028950&type=3

Apenas para relembrar, todos os autores do Clube estão já convidados a nos mandar as imagens, bastando anexá-las a um email e endereçar a [email protected] – a publicação será feita no máximo no dia seguinte, expondo as imagens para toda a nossa rede no Facebook.

E tem mais uma coisa importante: se você quiser, pode também marcar as fotos no próprio album, dizendo quem está ao seu lado na foto. Isso gerará uma mensagem para a pessoa marcada – uma justa homenagem aos que compareceram ao evento.

Funciona da seguinte forma: após ter a foto publicada em nosso album, basta clicar sobre ela para vê-la em tamanho grande. Em seguida, passando o mouse sobre a imagem, você verá alguns textos no rodapé. Clique na opção “tag photo” ou :”marcar foto”.

Isto feito, basta clicar sobre o rosto de qualquer amigo seu e dizer quem ele é (veja no exemplo abaixo). A imagem aparecerá no mural dele e ele ficará sabendo que a sua presença no dia do lançamento foi devidamente registrada.

Simples, não? Agora é com você!

Leia Mais

Livros atualizados na velocidade da Internet

Um dos grandes obstáculos que o mercado editorial tem é manter páginas de livros – principalmente quando o assunto é mais técnico ou focado em negócios – atualizadas e em sintonia com um mundo cujo dinamismo espanta a qualquer um. Afinal, se o assunto for, por exemplo, algo como “Comércio eletrônico”, como garantir que a obra não fique desatualizada no ano, mês ou mesmo semana após o seu lançamento? Afinal, a distância entre uma primeira e segunda edição costuma ser, tradicionalmente, de um ou mais anos…

O autor Marcelo Goberto de Azevedo decidiu inverter essa lógica e criar um livro sempre atualizado – e assim nasceu Mundo E-Commerce.

Segundo o site da obra (http://www.mundoecommerce.com.br/):

É o primeiro livro que tem seu conteúdo atualizado semanalmente.

A cada novo artigo gerado no blog do mundo e-commerce, o livro será reeditado para catalogar e contemplar o novo conteúdo dentro dos seguintes temas:

– Começando Agora? Siga por Aqui
– Quem te viu, quem te vê
– Despertando os Sentidos
– Serviços depois Produtos
– Divulgação Especial
– Conselhos Bons e Baratos
– Achados e Perdidos
– Informações e Políticas
– Comércio Social e Coletivo
– Personificação e Personalização
– Mais Vendas, Mais Fácil
– Convertendo Barreiras em Pontes

Ou seja: é um livro físico que interage, de certa forma, com o mundo real. E essa interação é tão intensa que, dependendo do tempo transcorrido entre uma e outra compra, a obra pode ser totalmente diferente – mudando, portanto, na velocidade da Internet.

Quer conhecê-la melhor? Então acesse o site da obra clicando aqui ou no link http://www.mundoecommerce.com.br/Livro-Mundo-Ecommerce.aspx

Leia Mais

Lançada 2a edição de manual sobre profissão de tradutor no Clube

Acaba de ser lançada a segunda edição do livro “Fidus interpres: a prática da tradução profissional”, do tradutor Fabio Said. Publicada no Brasil e nos Estados Unidos em abril de 2010, a primeira edição foi um sucesso. No Brasil, o livro rapidamente chegou à lista dos mais vendidos do Clube de Autores e, mesmo sendo uma autopublicação, sem apoio de marketing de editoras tradicionais, o livro tem conquistado muitos fãs pelo mundo afora.

É o que mostra, por exemplo, a receptividade que o livro obteve em outubro passado, ao ser apresentado à comunidade de tradutores que participaram do mais recente congresso anual da American Translators Association (ATA), em Denver, Estados Unidos, onde o autor fez uma sessão de autógrafos em parceria com uma livraria de Nova York.

O público-alvo do livro são sobretudo tradutores em formação, tradutores em início de carreira e estudantes de tradução, além de outros leitores interessados em adquirir uma introdução detalhada aos mecanismos e práticas do mercado de tradução da atualidade. Os tradutores já estabelecidos também encontram utilidade no livro, pois ele ajuda a consolidar informações.

Assim como a primeira, a segunda edição tem 256 páginas (com projetos gráficos diferentes) contendo capítulos inteiros sobre tradução “juramentada”, marketing para tradutores, técnicas de tradução e ferramentas de tradução. Entre as novidades da segunda edição estão tópicos sobre ética, indicações de colegas e estratégias de uso do maior portal de tradutores do mundo.

O livro deriva do blog de tradução fidusinterpres.com, espaço interativo com um milhão de visitantes únicos em três anos de atividades. O nome “fidus interpres” vem do latim, significa “fiel tradutor” e se tornou popular na literatura medieval. Em harmonia com o termo medieval, a capa do livro exibe a imagem de São Jerônimo, o santo padroeiro dos tradutores, trabalhando em seu escritório de tradução.

Um dos destaques do livro é o levantamento e desconstrução de mitos da tradução. Um mito clássico revela-se em uma velha frase ouvida por muitos tradutores: “Eu mesmo traduziria se tivesse tempo”. Trata-se de uma tentativa de diminuir a importância do tradutor profissional e, às vezes, arrancar um desconto. Outro mito é o do tradutor como “dicionário ambulante” que tem de estar sempre pronto para tirar as dúvidas de tradução dos outros.

As ferramentas de tradução são tema de um longo capítulo. Nele o autor discute as vantagens da chamada memória de tradução. A memória de tradução é um sistema no qual o texto a traduzir é dividido em segmentos, e cada segmento do texto do original é armazenado junto com o segmento do texto da tradução correspondente. Esse sistema, junto com outros recursos, é a base das chamadas ferramentas CAT (“computer-aided translation”, ou tradução assistida por computador). As ferramentas CAT podem aumentar a produtividade dos tradutores e são usadas com eficácia não apenas por tradutores “técnicos”, como também por tradutores de livros.

O livro contém ainda uma discussão sobre a tradução automática – que não deve ser confundida com as ferramentas de tradução – e sobre as implicações dessa tecnologia para o futuro dos tradutores profissionais.

O capítulo mais longo é sobre estratégias de marketing. O autor explica como criar um blog ou site para uso profissional dessa plataforma como ferramenta de marketing. Outras plataformas da Web interativa – a chamada Web 2.0 – também podem ser usadas por tradutores freelancers para captação de clientes e socialização com colegas. O leitor encontrará no livro estratégias para usar o Twitter e o YouTube, por exemplo.

O livro “Fidus interpres: a prática da tradução profissional” pode ser adquirido somente pela internet. Para apresentar a segunda edição, o autor, que mora na Alemanha, está no Brasil para encontros com tradutores.

No dia 14 de maio, foi realizado um encontro de tradutores em Belo Horizonte, Minas Gerais, no qual todos os presentes ganharam uma edição digital do livro e foi sorteado um exemplar impresso. Os participantes puderam comprar o livro diretamente do autor. Semana passada foi a vez de Salvador, na escola de idiomas La Maison Française.

Um livro considerado de nicho, técnico, e que alcança resultados tão positivos sendo uma autopublicação reforça a importância do empenho do autor na divulgação de sua obra. E Fábio Said é, sem dúvidas, um grande exemplo de como utilizar eventos, mídias sociais e outras oportunidade para expor a sua obra e agregar cada vez mais leitores.

Quem quiser conhecer o livro pode fazê-lo clicando aqui ou acessando diretamente o link http://clubedeautores.com.br/book/18886–Fidus_interpres_a_pratica_da_traducao_profissional

Leia Mais