Os 10 livros mais caros já vendidos

Ninguém discute que alguns livros são tão valiosos que transformar, com alguma eficácia, seu conhecimento em dinheiro, pode ser uma tarefa inútil. Ainda bem que, diferentemente de pinturas e esculturas, livros podem ser impressos em mais tiragens e ter esse conhecimento espalhado para fora de sua “cápsula original”, por assim dizer.

Mas isso não tira o valor das primeiras obras, dos manuscritos – coisas cada vez mais raras em tempos digitais, diga-se de passagem. Quer uma ideia de quanto? Clique aqui ou na imagem abaixo para ver a listinha das 10 obras literárias mais caras do mundo:

Leia Mais

A história ao nosso alcance

Normalmente, escritores gostam de história. Faz sentido: afinal, é justamente isso que fazemos em nosso cotidiano, cada vez que nos trancamos em nossas mentes e dela extraímos textos que mesclam experiências pessoais a fantasias absolutamente desprovidas de qualquer senso prático de lógica.

E a História – a formal, pelo menos – nos dá justamente um repertório mais amplo de fatos e dados que, de certa maneira, foram responsáveis pela nossa própria existência neste exato instante, no local onde estiver lendo o post, no contexto familiar, pessoal e profissional no qual se insere. O resultado da História humana, afinal, somos nós mesmos – tanto individual quanto coletivamente.

E, sempre que me deparo com algum tipo de ação que deixa a História mais perto das nossas vidas, acabo sentindo uma espécie de gratidão por poder mergulhar em consultas e pesquisas exploratórias livres que certamente resultarão, no mínimo, em algum aprendizado sobre mim mesmo. Foi essa sensação que tive ao conhecer o projeto da Biblioteca Nacional Digital.

Em linhas gerais, essa iniciativa brilhante deixa ao alcance de todos nós documentos históricos, digitalizados e sem custo algum. Pérolas como o documento original da Abertura dos Portos às Nações Amigas, de 1808, que para sempre mudou a história do Brasil; ou a primeira edição dos Lusíadas, de Camões, de 1572; ou toda a coleção Thereza Christina Maria, doada pelo Imperador D. Pedro II. No total, há mais de 700 mil documentos históricos a um clique de todos nós.

Quer saber mais? Então faça como eu: feche essa página e acesse agora o http://bndigital.bn.br/ . E boa jornada!!!

Ricardo Almeida.

Leia Mais

Você conhece a Biblioteca Digital Mundial?

Com apoio da Organização das Nações Unidas, a Biblioteca Digital Mundial nasceu para disponibilizar documentos importantes da história mundial. Com versão em português e documentos separados por períodos históricos, continentes e tipos (mapas, livros, textos etc.), o projeto consegue viabilizar o acesso a detalhes da nossa história – incluindo visões dos diferentes povos que a fizeram.

Para autores que baseiam as suas obras em fatos históricos, a Biblioteca pode ser de grande utilidade uma vez que os seus documentos podem ser baixados sem nenhum custo.

Quer conhecê-la? Então clique aqui, na imagem abaixo ou vá direto ao link http://www.wdl.org/pt/

Leia Mais