Autora tira a roupa para protestar contra pirataria em livraria paulista

Que a pirataria existe em todo mercado criativo – incluindo o autoral – isso é indiscutível. Mesmo antes do ebook, pequenas papelarias por todo o país vendiam os serviços de fotocópia, por exemplo, para estudantes que não queriam (ou podiam) investir na compra de volumes e mais volumes de livros.

Há quem alegue que a prática é simplesmente parte do mercado e que se, por um lado, ela gera a perda de compradores, por outro, acaba divulgando a obra ao ponto de conquistar inúmeros outros. Não há números que comprovem essa tese, ma o fato é que a discussão é no mínimo longa e a reflexão, necessária.

E, como gerar discussão já é um passo importante para se transformar realidades, vale conferir o (inusitado) protesto de uma autora em uma livraria paulistana no último dia 12 de agosto:

<iframe width=”420″ height=”315″ src=”http://www.youtube.com/embed/Us5zk_sCHcY” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

De quebra, percebam também que a autora conseguiu usar a audiência conquistada pelo protesto para divulgar o seu próprio livro ;-)

 

Leia Mais