Sacos de pão a serviço da literatura

Em tempos onde se discute ebooks, audiobooks, livros impressos sob demanda e uma infinidade de “meios de transporte literários” embasados na tecnologia, é comum que muitos acabem ignorando que o mais importante nunca foi e nem nunca será a plataforma em si, mas sim o conteúdo.

Afinal, um bom texto acaba encontrando leitores onde quer que estes estejam – seja em livrarias, na Internet ou em qualquer canto.

Na semana passada, recebemos um email curioso do autor do Clube Pedro Gonçalves Dias, que está com suas poesias sendo impressas em sacos de pão (em parceria co o projeto euAMOpão). Isso nos faz pensar em algo que chega a ser óbvio: não é a literatura que precisa de novos meios ou plataformas de publicação – são os meios, velhos e novos, que precisam da literatura para se tornarem mais relevantes perante o imenso público leitor brasileiro. Afinal, o que importa mesmo não é ler em formato impresso, ebook ou qualquer outro – é apenas ler.Certo?

 

Leia Mais