Dia das Crianças com até 25% de desconto nos impressos!

É na infância que se forja um bom leitor – claro. E, como sempre fazemos na época do Dia das Crianças, estamos colocando no ar uma promoção que garante até 25% em todos os impressos do Clube, indo de hoje (5) até a segunda que vem (12)!

Vamos às regras:

1) Todas as obras impressas publicadas no Clube já estão incluídas na promoção;

2) Os descontos variam de acordo com a paginação de cada obra (sendo, portanto, diferente para cada uma);

3) Os descontos não abrangem os direitos autorais. Ou seja: independentemente do montante cortado no preço, os direitos autorais permanecem rigorosamente os mesmos e os autores não serão prejudicados em nenhum aspecto. Caso queiram ampliar as quedas de preço no período mexendo nos direitos autorais, os próprios autores deverão fazê-lo indo a Sua Conta > Livros Publicados, clicando em “gerenciar” e em “editar direito autoral”.

4) O desconto durará até o final da segunda, 12/10.

Que muitas boas histórias sejam lidas!!!

Leia Mais

Uma pitada de orgulho pelos livros infanto-juvenis do Clube

Nenhum outro meio de comunicação, em todo o mundo, permite que se inicie uma viagem pela imaginação de forma tão intensa quanto um livro.

Segundo especialistas, o fato de livros trabalharem apenas com textos e, em alguns casos, imagens (desconsiderando vídeos, animações, narrações etc.), acaba fazendo com que os leitores usem as suas imaginações para “completar” a interpretação das histórias. Ou seja: com base em uma descrição textual de um protagonista qualquer, a mente voa longe ao construir a imagem mental da personagem.

Se isso funciona para uma personagem, imagine então para enredos inteiros, cenários, terras desconhecidas e cenas surrealistas!

E imagine agora tudo isso no universo de crianças que, com aquela abençoada ingenuidade em relação às coisas da vida, tem viagens turbinadas pelo encantamento proporcionado pelo desconhecido e pela tênue fronteira que separa realidade de magia.

Não é à toa que, a cada ano que passa, registra-se interesses crescentes de crianças por obras literárias.

Aqui no Clube, por exemplo, o gênero “infanto-juvenil” tem mais de 1.600 títulos sobre os mais variados temas – incluindo desde maneiras diferentes de se ensinar mitologia grega (<a href=”http://clubedeautores.com.br/book/23652–PELOS_PODERES_DOS_DEUSES_OLIMPIANOS”>Pelos Poderes dos Deuses Olimpianos, de Sarah Minucci</a>) a verdadeiras jornadas aventureiras (<a href=”http://clubedeautores.com.br/book/9512–AS_AVENTURAS_DE_UM_SAPATO_CARAMELO”>As Aventuras de um Sapato Caramelo, de Jurandi Alves Siqueira</a>) e FanFics, apreciadíssimos principalmente entre adolescentes e pre-adolescentes (<a href=”http://clubedeautores.com.br/book/9602–The_Colts_Secret__O_Segredo_dos_Colt”>The Colt’s Secret, de Kel Costa</a>).

Seja qual for o tema ou o enredo, o fato é que essas centenas de títulos publicados nos últimos anos já foram lidas por milhares de crianças e adolescentes de todo o país – muitas do quais, inspiradas, escreveram os seus livros e publicaram aqui no Clube, fortalecendo um ciclo virtuoso que transforma bons leitores em bons autores.

Participar desse enriquecimento cultural em uma das fases mais incríveis da vida – a infância – é um dos nossos maiores orgulhos aqui no Clube.

Leia Mais

A magia da falta de fronteiras dos ebooks

Dia desses, uma amiga minha de Dubai falou sobre um livro infantil que a editora dela lançou, Alayah. É uma história infantil, daquelas com poucas frases e muita imaginação – mas não foi isso que me chamou a atenção.

O que impressionou, na verdade, foi que acabei me pegando lendo uma história de criança inteiramente calcada na cultura do Oriente Médio para a minha filha de 3 anos, léguas de quilômetros distantes. Aí bateu a (talvez óbvia) conclusão: é impressionante o nível de globalização cultural que o próprio universo dos ebooks proporciona.

Para uma criança que já nasceu na era digital, aliás, o mundo acabou se transformando em uma aldeia tão pequena, onde as barreiras entre diferentes culturas são tão mínimas, que as oportunidades e possibilidades de crescimento intelectual são simplesmente maiores do que em nossa época.

O inverso também é verdadeiro: por meio do próprio modelo de autopublicação, pessoas de todo o país e do mundo podem ter contato com culturas e formas de pensar diferentes, ricas, densas.

Livros são inegavelmente incríveis – mas a quebra de barreiras entre escritores e leitores é algo ainda mais fenomenal.

Ricardo Almeida.

Leia Mais