Projeto Vivaleitura encerra suas inscrições em 20/07

Normalmente, quem escreve é, acima de tudo, um amante da literatura. Afinal, antes de ser um contador de histórias, um escritor bebe de fontes que podem variar de Kafka a Machado de Assis, passando por poetas como Drummond, por mestres como Manoel de Barros e por tantas, tantas outras fontes de inspiração.

Incentivar a leitura é, portanto, uma forma fundamental de se incentivar toda a cadeia de produção literária nos mais diversos cantos do país. E não é sempre que conseguimos enxergar ações concretas do governo que remem no mesmo sentido que a comunidade literária.

Dentre as honrosas exceções, destaca-se o projeto Vivaleitura, destinado a premiar iniciativas que tenham contribuído de forma decisiva para o fortalecimento do hábito da leitura no Brasil.

Segundo o site:

(O projeto Vivaleitura) é uma iniciativa do Ministério da Educação (MEC), do Ministério da Cultura (MinC) e da Organização dos Estados Ibero-americanos para Educação, Organização dos Estados Ibero-americanos para Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), com o patrocínio da Fundação Santillana, e com o apoio do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). O Prêmio VIVALEITURA faz parte do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL).

Todos os anos, são premiados trabalhos nas seguintes categorias: 1) “Bibliotecas Públicas, Privadas e Comunitárias”; 2) “Escolas Públicas e Privadas”; e 3)”ONGs, pessoas físicas, universidades/faculdades e instituições sociais”, que desenvolvam trabalhos na área de leitura. Em cada categoria, os vencedores recebem um prêmio no valor de R$ 30 mil.

Na categoria Sociedade, há a distinção da Menção Honrosa a ser atribuída a projetos de empresas com foco no tema “formação de mediadores de leitura”. A distinção abrange programas e projetos de apoio, promoção e patrocínio, na área de leitura, desenvolvidas por empresas, públicas ou privadas. O projeto que se destacar por sua abrangência, permanência confirmada e alta relevância será considerado merecedor da Menção Honrosa.

As inscrições estão abertas para todos até o dia 20 de julho, premiando com R$ 30 mil o projeto vencedor.

Mas o interesse no assunto deve ir além do prêmio em si: o fomento de iniciativas assim interessa a absolutamente todos os autores brasileiros, que devem acompanhar cada um dos casos e, na medida do possível, apoiar e participar.

O site do projeto deixa todas as informações claras e apresenta inclusive os vencedores das edições passadas, no que recomendamos fortemente que se acesse e navegue. Para tanto, basta clicar aqui ou na imagem abaixo – conhecer uma iniciativa como essa e divulgá-la, afinal, é também uma forma importante de apoio!

Leia Mais