Dicas de leitura para escritores

O que você deve ler para melhorar a sua escrita?

Já falamos aqui, no blog, sobre o quão fundamental a leitura é para escritores – e sobre como aproveitar o máximo de cada texto.

Para falar a verdade, parece até desnecessário comentar isso uma vez que um escritor dificilmente pode esperar angariar leitores se ele mesmo não age como um (algo essencial para que saiba lidar minimamente bem com a palavra escrita). Mas não é.

Por incrível que pareça, ao longo desses dez anos de Clube de Autores já nos deparamos até com autores que pregavam que o melhor era simplesmente não ler nada de terceiros para evitar algo que eles chamavam de “contaminação literária”. Se você pensa assim, perdoe-nos a sinceridade: a possibilidade de ter algum sucesso qualquer como escritor é muito, muito pequena – essencialmente restrita à possibilidade de você ser um daqueles raros gênios que aparecem na espécie humana uma vez a cada século. Ainda assim, mesmo essa possibilidade fica mais distante uma vez que gênios raramente dispensam oportunidades de ler, de estudar, de se aprofundar em suas áreas de atuação.

Ou você acha mesmo os grandes mestres da nossa espécie, de Cervantes a Machado de Assis a Einstein, nunca se debruçaram sobre seus grandes antecessores?

Escassez e abundância

Mas havia, nos tempos dos gênios de antigamente, um elemento que… digamos… facilitava o trabalho de garimpagem literária eles: a escassez.

Não me entendam errado aqui: já falei e repito diariamente que o melhor dos nossos tempos é justamente a facilidade que temos de adquirir cultura e inspiração. Mas isso traz, para nós, um problema que dificilmente existia na época de Cervantes, lá pelo século XVI.

Para ele, a inspiração literária só podia ser obtida em pequenos e restritíssimos círculos intelectuais onde algumas obras literárias circulavam. Era a época da escassez.

Para nós, a quantidade de opções é tamanha, tão maior que a nossa disponibilidade de tempo para absorvê-la, que separar jôio de trigo é certamente a mais dura das missões de qualquer leitor.

É a época da abundância.

E isso, portanto, nos leva à grande questão: o que um escritor deve ler?

Daremos, aqui, três opções de caminhos a serem seguidos.

Elas servirão para todos? Obviamente que não. Mas podem ao menos ajudar os autores, ainda que um pouco, nessa tão árdua garimpagem inspiracional.

Busque os livros mais lidos de todos os tempos

Nenhum livro se torna best-seller histórico à toa.

Tome o exemplo de Dom Quixote, por Miguel de Cervantes. Desde que foi publicado, na Idade Média espanhola, essa obra já vendeu mais de 500 milhões de cópias, sendo de longe a mais lida de todos os tempos.

Qual o segredo dela? Tudo: da construção de personagens a uma temática que, embora escrita para séculos passados, se manteve e segue se mantendo extremamente atual.

Vale a pena você conferir essa lista aqui, com os 10 livros mais lidos da história, e começar a passear pelas páginas de todos. Mas não leia apenas por ler: leia como se fosse um detetive buscando desvendar o mistério que fez esses textos se grudarem de maneira tão atemporal no imaginário humano.

Busque os livros independentes que mais se destacam

Se você está aqui, então provavelmente é um autor independente buscando o seu lugar ao sol. Nada mais natural, então, do que analisar outros livros independentes que estão se destacando sob o olhar do leitor brasileiro.

De tempos em tempos nós publicamos, aqui no Clube, uma lista com os top 10 livros que mais estão se destacando sob variados critérios – você pode acessá-la clicando aqui.

Da mesma forma que o seu livro, são obras que foram autopublicadas aqui no Clube de Autores (da mesma forma que 85% de todos os livros independentes do Brasil) – e cujos autores, portanto, tiveram exatamente as mesmas oportunidades e possibilidades que você.

Nesse ponto, nunca é demais reforçar os passos importantes para se escrever um livro de sucesso – veja clicando aqui.

Cace os livros mais premiados

Prêmios, claro, são uma excelente maneira de se fazer uma boa triagem literária. Nesse sentido, o que recomendamos é que busque listas de livros agraciados com reconhecimentos como o Nobel, o Jabuti ou o Camões, dentre tantos outros.

É certo que você encontrará uma relação indiscutível de livros perfeitos? Não, claro. Mesmo os mais sofisticados dos prêmios continuam sendo apenas uma espécie de eleição feita com base na opinião de alguns.

Mas as chances de você encontrar títulos que, por um motivo ou outro, cativaram o mundo, são grandes.

Assine a Nossa Newsletter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *