Entrada do Rio de Janeiro aumenta os pontos de retirada de livros para 5 no Brasil

Dando continuidade ao plano de expansão de pontos de retirada de livros (evitando que se precise pagar frete), acabamos de inaugurar mais um ponto, desta vez no Rio de Janeiro.

Recapitulando o funcionamento do modelo:

a) Quem quiser comprar com a
comodidade de receber os seus pedidos em casa poderá continuar a fazê-lo
– claro. Para estes, as regras não mudam em nada.

b) Quem
quiser retirar os seus pedidos diretamente em uma das unidades gráficas,
por outro lado, poderá fazê-lo também – e com duas vantagens
adicionais. Primeiro, naturalmente, com frete zero (o que barateará as
obras como um todo). E, segundo, em um prazo menor. Quem desejar retirar
os seus pedidos nas gráficas poderá comparecer no local em apenas 3
dias úteis contados após a confirmação do pagamento (ao invés dos 5 dias
úteis prometidos para as maiores cidades brasileiras hoje).

Os pontos de retirada que temos até agora são:

Em São Paulo:

– Faria Lima: Av. Brigadeiro Faria Lima, 2941

– Vila Olímpia: Rua Gomes de Carvalho, 1629

– Berrini: Rua Guararapes, 1842

– Bela Vista: Rua Rui Barbosa, 468/472

No Rio de Janeiro:

– Botafogo: Rua da Passagem, 75 – Bl.1 Lojas A, B e C

Leia Mais

Quando o Brasil começou para o mundo

Enquanto o mundo se contorcia em guerras para romper com um passado arcaico, o Brasil permanecia, para muitos, como um dos últimos grandes mistérios do planeta.

Até o princípio do século XIX, os nossos portos (e portas) eram praticamente exclusivos da Coroa Portuguesa, despertando apenas o interesse daqueles que já começavam a tomar intimidade por quase todo o nosso hemisfério – exceto pelas terras tupiniquins.

Até que, nas primeiras décadas de 1800, estrangeiros dos mais diversos países começaram a desembarcar no Brasil e a descrever as nossas terras, fauna, flora e costumes para o mundo. De certa maneira, esta época marcou a abertura artística da nossa terra, erguendo as cortinas e exibindo aos olhos do mundo as preciosidades que apenas Portugal conhecia.

Este é o tema do livro O Rio de Janeiro sob o olhar dos viajantes estrangeiros, de Vinícius Cranek Gagliardo. Ao longo de suas 139 páginas, o livro “se propõe a dar ao leitor uma visão das impressões do Rio de Janeiro do
início do Oitocentos que os aventureiros estrangeiros construíram em
suas narrativas, impressões que passam pela descrição das ruas, das
casas, dos hábitos e costumes da população; em suma, do que seria viver
no Rio de Janeiro entre 1808 e 1821.”

Para quem se interessar, o livro pode ser visto clicando aqui ou acessando diretamente o link http://clubedeautores.com.br/book/6362–O_Rio_de_Janeiro_sob_o_olhar_dos_viajantes_estrangeiros

Leia Mais

XIV Bienal do Livro do Rio

Entre os dias 10 e 20 de setembro, o Rio de Janeiro recebe a XIV Bienal do Livro.

Diferentemente na Flip, a Bienal tem um clima menos intimista e mais parecido com o de grandes feiras, com grandes estandes, expositores de todos os portes e tudi mais. Mas, ainda assim, é um ambiente riquíssimo, reunindo autores e leitores em torno da pedra fundamental da cultura: o livro.

Só em relação a escritores contemporâneos, serão mais de 100 lançamentos que ocorrerão na feira – uma oportunidade única para que outros autores, de todos os gêneros, possam acompanhar e mergulhar mais a fundo no cenário literário moderno.

E isso sem contr com uma gramde quantidade de eventos em paalelo, de cafés literários, de palestras e mesmo de exposições homenageando alguns dos grandes escritores da história.

Para quem quiser saber mais informações, basta acessar o http://www.bienaldolivro.com.br . No mínimo, vale a pena conferir. E, claro, se você já estiver na Cidade Maravilhosa, visitar a Bienal fica ainda mais fácil….

Leia Mais