O Museu da Língua Portuguesa é dos novos poetas!

Tem alguma coisa programada para os próximos dias? Caso contrário – e se estiver pelas ruas de São Paulo – indicamos um programa perfeito: uma visita ao Museu da Língua Portuguesa.

Sempre considerei esse museu como uma espécie de lar do nosso belíssimo idioma, mas a exposição que eles organizaram e que está aberta desde o último dia 23 o fez crescer ainda mais em relevância. Sendo direto: as suas portas foram abertas para 500 poetas, inclusive (e principalmente) os independentes como, mostrando como se tem construído arte a partir do português.

Para facilitar, colarei o release inteiro do evento aqui no post – mas já reforço a indicação para que quem puder, programe uma visita urgente!

O Museu da Língua Portuguesa, Instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, que já foi palco de exposições de nomes consagrados da Literatura, como Clarice Lispector, Machado de Assis e Guimarães Rosa, abre suas portas para receber quase 500 poetas. De autores célebres aos ainda não publicados, eles estarão na Exposição Poesia Agora, que será inaugurada oficialmente no dia 22 de junho – com abertura ao público no dia seguinte.

“É a primeira vez que abrimos espaço para autores talentosos e geniais, mas ainda não consagrados. Assim, o Museu se aproxima de uma produção poética e literária contemporânea, produzida pelas ruas das cidades, onde a nossa língua evolui e se transforma”, afirma Antonio Carlos Sartini, Diretor do Museu da Língua Portuguesa.

Com patrocínio dos Correios, realização da Secretaria de Estado da Cultura e do IDBrasil Cultura, Educação e Esporte, que administra o Museu da Língua Portuguesa, Poesia Agora tem curadoria do escritor e editor literário Lucas Viriato, coordenação artística de Domingos Guimaraens e Yassu Noguchi, e cenografia assinada por André Cortez.

“É muito significativo que o Museu da Língua Portuguesa abra uma exposição voltada à produção contemporânea. Com sua abordagem sempre voltada a promover novas experiências e vivências aos visitantes, o Museu tem o potencial de cativar o público para a poesia da atualidade, aproximando-o da linguagem e dos novos autores de uma forma única”, afirma o secretário de Estado da Cultura, Marcelo Mattos Araujo.

MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA

Endereço: Praça da Luz s/n; tel.: (11) 3322-0080

Horário: de terça a domingo, das 10h às 18h (a bilheteria fecha às 17h). Fechado às segundas. Ingressos: R$ 6 e R$ 3 (meia entrada), com entrada gratuita aos sábados.

Site: http://www.museudalinguaportuguesa.org.br/noticias_interna.php?id_noticia=457

<\em>

Leia Mais

Você está escrevendo corretamente?

Para muitos, a reforma ortográfica veio mais para atrapalhar do que
para ajudar. De repente, da noite para o dia, o trema morreu, acentos
desapareceram e os hífens tornaram-se raros.

Mas, independente de qualquer polêmica, o fato é que a reforma é uma
realidade – e que escrever corretamente é uma espécie de obrigação de
qualquer um que queira se expressar em português. Para escritores,
naturalmente, o peso da mudança e a responsabilidade de adotá-la
rapidamente é ainda mais relevante.

É fato também que todos levaremos algum tempo para nos acostumar com as
novas regras – mudanças assim dificilmente são absorvidas pelo
organismo de maneira instantânea.

O primeiro passo para isso é conhecer todas as regras. O segundo,
praticar – momento em que ter alguma referência em mãos é sempre
bem-vindo.

Para facilitar a vida, acaba de ser publicado no Clube de Autores o livro “Reforma Ortográfica e Dúvidas de Português“, por Fernando Moreno da Silva.

Um livro simples, curto e prático, em forma de manual, orientando o
leitor sobre todas as novas regras e contendo uma série de dicas úteis
para quem tiver o hábito de desenhar os seus pensamentos com palavras.

Para quem quiser adquirir o livro, ele custa apenas R$ 23,99 e pode ser comprado clicando aqui.

Afinal, saber escrever é o mínimo que se espera de um escritor!

Leia Mais