Este ano teremos o Prêmio

Este não é o anúncio oficial, mas um comprometimento.

Ano passado, pela primeira vez desde que o Clube abriu as portas, não fizemos o Prêmio Clube de Autores de Literatura Contemporânea. Confesso que não sei ao certo o motivo de não o termos feito – mas me arrependo ferozmente.

Primeiro, porque ele já era tradicional – foram anos de realização, revelando ao Brasil alguns dos livros mais incríveis que a autopublicação já produziu.

Segundo, porque era uma oportunidade para os autores independentes se destacarem sem precisar pagar nada por isso. E oportunidade de divulgação, todos sabemos, é fundamental.

E, terceiro, porque havia uma participação incrível. Todos os anos somamos centenas – CENTENAS – de livros participantes. Poucos prêmios para autores independentes, no Brasil ou mesmo no mundo, podem alardear números assim.

Não fazer o Prêmio no ano passado foi um des-serviço à própria comunidade do Clube – um des-serviço que não repetiremos.

Este ano ele voltará.

Mais notícias nos próximos meses :-)

Leia Mais

Conheça os finalistas: Ventos para Areia Branca

Conheça os finalistas do Prêmio Clube de Autores de Literatura Contemporânea!

Finalista 10 (por ordem alfabética): Ventos para Areia Branca (Carlos Tourinho de Abreu)

Há um oceano que separa o presente e o passado da velha Chica. Muito embora tenha vivido exatas nove décadas, a senhora de olhos azuis ainda se recorda, mesmo que vagamente, do semblante da sua misteriosa mãe. No calor escaldante do sertão da Bahia, ninguém nunca soube muito bem de onde veio aquela moça de expressão triste. Só desconfiavam que a estrangeira teria migrado de longe – lá da Itália, Alemanha ou França – mas, ninguém nunca chegou a entender bem o que ela dizia para saber ao certo. O passado sempre foi uma incógnita para Chica e foram tantas as noites perdidas refletindo sobre as suas desilusões, perdas, lutas e conquistas. O amor pela leitura ajudava a atenuar a crueldade impelida pela insônia.

Já Zé Maurício, neto de Chica – também tratado pela avó por Neno –, é um homem que foge do passado. O jovem, que em certa altura experimentou o gosto ambíguo da riqueza, persevera em uma incansável busca por um futuro melhor – pela tão sonhada liberdade. Após anos de ausência, o seu caminho cruza novamente o da sua querida avó, justamente em um momento de tamanha vulnerabilidade para ambos. Por ironia do destino, Zé Maurício faz Chica deparar de forma avassaladora com o longínquo passado da sua própria família – desde os tempos em que ela fora adotada por abastados latifundiários, após a trágica morte da sua mãe. Lágrimas rolam dos olhos azuis da velha Chica ao lembrar do seu início servil, tão cheio de dúvidas e decepções.

Ventos para Areia Branca é uma saga que trata de laços de família ainda atados nos árduos tempos das grandes migrações européias do fim do Século XIX. Através das narrativas de avó e neto, duas gerações se encontram e tentam desvendar os mistérios das suas origens – europeias e indígenas – tão sofridas e comuns à grande maioria da população brasileira. Ao fim desta leitura, ficará claro que o oceano que nos separa não é tão extenso assim.

Quer saber mais? Clique aqui!

Leia Mais

Conheça os finalistas: Um Conto de RPG

Conheça os finalistas do Prêmio Clube de Autores de Literatura Contemporânea!

Finalista 9 (por ordem alfabética): Um Conto de RPG (Luciano Maia)

O reino de Igraetus sofre enorme perigo. Os aventureiros Craul, Dumas e Kelvvin do reino Acrio d’Liel, que faz divisa com a terra ameaçada, partem em jornada para desvendar o mistério.

Nesta aventura, o guerreiro, o clérigo e o mago encontrarão aliados inesperados e inimigos traiçoeiros. Embarque com eles nesta viagem, vibre com combates singulares, descubra quando fraquezas podem ser mortais e grandes poderes podem ser revelados.

Quer saber mais? Clique aqui!

Leia Mais

Conheça os finalistas: O Outro Lado da Estrada

Conheça os finalistas do Prêmio Clube de Autores de Literatura Contemporânea!

Finalista 8 (por ordem alfabética): O Outro Lado da Estrada (André Sillres)

O casal apaixonado “Alex” e “Anne” resolve fazer uma viagem ao “Grand Canyon”, no Arizona. Anne sempre quis conhecer esse belo lugar. Alex sai de férias, pega Anne e eles vão, de carro, da “Califórnia” rumo ao “Arizona”. Só que… um … “Imprevisto” acontece, uma… “Ironia do Destino”.

Três assassinos fugitivos de um presídio de segurança máxima cruzam com o casal, na estrada. Ao tentarem violentar Anne, Alex tenta defendê-la, mas acaba levando um tiro na cabeça. Os assassinos violentam Anne de todas as maneiras possíveis e depois a matam.

Mais de uma década depois, Alex volta de um coma, que para os médicos, era irreversível – um… “Milagre”. Até a família de Alex já estava desacreditada. De volta à vida, a primeira coisa que Alex faz é perguntar sobre sua amada “Anne”. Ao receber a notícia de sua morte, Alex não consegue acreditar e entra em desespero.

Um tempo depois, o ex-chefe e dono de uma das maiores empresas de

tecnologia dos Estados Unidos e do mundo, Leonard Harris, convida Alex, por considerá-lo como um filho – o filho que nunca teve – para assumir o lugar dele na empresa, como: “Diretor-Presidente”.

Subitamente, semanas depois, Alex começa a ter sonhos estranhos e a ver a sua ex-noiva “Anne” – que antes era uma linda moça – agora, completamente diferente, com uma cara deformada – uma criatura aterrorizante – como se estivesse com ódio dele, tentando, de alguma maneira: ou colocar medo ou alertá-lo de algo.

Alex vai começar a ver, temer, sentir coisas que ele nunca imaginou fazer. Quando ele se der conta do que realmente está acontecendo…

Às vezes, as coisas não são o que nós imaginamos ser. Às vezes, nós vemos, mas não enxergamos, de fato, o que está a nossa frente. Nada acontece por acaso.

Em algumas… “Estradas” há… “Rosas” exalando seus perfumes para você. Mas em outras… há… “Olhos” olhando por ou… para “Você”.

“O Outro Lado Da Estrada” é uma incrível intrigante trama que prende a

atenção do leitor do início até o fim. Faz o leitor parar para pensar, colocando-o na posição de Alex, tentando imaginar o que realmente está acontecendo com ele. Tudo isso com muito: “Suspense”, “Ficção” e uma grande dose de “Terror”. Além de um forte romance que vai fazer rir e chorar junto com os personagens principais: “Alex & Anne”.

“O Outro Lado Da Estrada” conduzirá o leitor a várias… “Estradas da Vida”, chegando a uma que só pode ser cruzada por aqueles que já não estão mais deste lado da “Estrada”. Quando o leitor chegar à última página desse livro, ele vai entender o verdadeiro significado de…

“O Outro Lado Da Estrada”

Quer saber mais? Clique aqui!

Leia Mais

Conheça os finalistas: Nephesh de cada dia

Conheça os finalistas do Prêmio Clube de Autores de Literatura Contemporânea!

Finalista 7 (por ordem alfabética): Nephesh de cada dia (Jackeline Nuit)

Nephesh de cada dia é o retrato letrado da espiritualidade moderna.

Poesias que refletem a condição e o acordo Humano dia após dia em busca do conhecimento.

Cada linha traz situações do cotidiano, sonhos e venturas que provamos internamente e outras tantas que ousamos viver. Quem se lança a uma leitura de descobertas, anseios e alegrias deve experimentar a poesia em seu estado pleno.

O livro carrega poemas, contos e um profundo respeito pela virtude inerente ao Homem: Humildade.

Quer saber mais? Clique aqui!

Leia Mais