Autora do Clube é premiada em concurso #MDrama, com lançamento de livro nesta terça (27/11)

Na noite de hoje, uma das autoras do Clube, Lêda Rezende, será premiada no concurso #mdrama – uma ideia absolutamente genial organizada por Marici Salomão e Ivam Cabral, com o apoio da Secretaria de Cultura do Governo de São Paulo.

Em uma verdadeira prova de concisão, os escritores precisavam escrever uma peça de teatro em até 140 caracteres – o máximo que um tweet permite. Como resultado, os vencedores tiveram os seus mini-dramas (ou #mdramas) publicados em um livro e disponibilizado ao público.

Os nossos parabéns, portanto, vão tanto para a autora Lêda Rezende quanto para os organizadores e para a Secretaria de Cultura, que apostaram em uma ideia tão simples e prática quanto inovadora.

Para ficar com água na boca, veja alguns dos mdramas vencedores divulgados pela própria Secretaria da Cultura:

– Mãe, pq ele tá dormino nessa caixa? (Silêncio) Mãe, pq ele tá dormino nessa caixa toda enfeitada de flor? (silêncio) acorda ele, mãe #mdrama
@eversonbertucci

– Eu sou filho biológico. O meu pai é o meu pai, mas a minha mãe…é uma lhama. Ensinou-me a cuspir para não ter medo das pessoas. #MDRAMA
@ferraciolifelip

– Pela manhã no café dividiam os sonhos. A imagem que eles esqueceriam anos depois, no enterro da mãe. Disputando seu espólio. #MDRAMA
@heiheitor

– I:Você já desejou um homem,Antenor? A:Que pergunta idiota, Idalina. I:Nem um assim de corpo bonito? A: Claro que não. I: Nem eu.#MDRAMA
@MarioGarrone

– Maria nasce, cresce, casa, 5 filhos, apanha, separa, passa fome, se prostitui, dança, contrai hiv, é avó e morre aos 36. #mdrama
@RafaelJoao

Quer comparecer ao lançamento? Então anote as informações:

Lançamento: Livro “#Mdrama” (Editora Associação Amigos da Praça, 64 págs., R$ 15)
Terça-feira (27), às 19h

SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt
Praça Roosevelt, 210 – Consolação
Tel. (11) 3775-8600
Grátis e aberto ao público.

Fonte: Assessoria de imprensa – SEC
Data: 27/11/2012

Leia Mais

(dez)contos de uma (des)casada fala de ruptura, continuidade, páginas viradas e vida que segue

Recentemente, um dos membros daqui da nossa equipe leu um novo livro de uma autora que já é da casa desde os nossos primeiros dias de vida: Lêda Rezende. E se encantou como pouco vimos antes aqui.

Com diversos títulos publicados, ela tem um ritmo literário que se destaca pela agilidade e densidade no trato com as palavras – algo que costuma funcionar muito bem em romances.

Esse novo livro – (dez)contos de uma (des)casada – mergulha no universo das crônicas que, se somadas, recontam um trajeto de vida árduo, em muitos pontos sofrido, em outros cômicos. Na falta de uma descrição melhor, uma espécie de aula de como encadear palavras, frases e parágrafos envolvendo o leitor de maneira singular.

Para esse primeiro dia de junho, sexta-feira, fica sendo essa a nossa dica de leitura não apenas para autores, mas também para qualquer apaixonado por novos e promissores estilos literários.

Conheça mais do livro clicando aqui ou indo diretamente ao link http://clubedeautores.com.br/book/127608–dezcontos_de_uma_descasada

Leia Mais

Clube de Autores dá início a nova série de encontros do Palavra Inquieta

Retomando os encontros semanais promovidos pelo Clube de Autores em 2011, o Palavra Inquieta recebe nesta semana – dia 12, quinta-feira, a partir das 20h – uma autora da casa, Lêda Rezende. Médica com formação em psicanálise, autora de cinco livros, Lêda escreve, em forma de prosa e poesia, sobre situações cotidianas através de um olhar crítico sem perder a sensibilidade e a emoção.

Seu livro de maior sucesso é “Vitral – Compondo a vida”, terceiro da autora, retrata o universo feminino através dos relacionamentos amorosos e de amizades. Sempre trabalhando tendo o cotidiano como pano de fundo, Lêda junta neste enredo duas mulheres de contextos diferentes que encontram um espaço comum que as mantém unidas. Seus outros livros são: “O Ato e o Todo”, livro de poesia, “Atalho – Crônicas do dia seguinte”, “Crônicas a céu aberto” e “Por uma nova biografia”.

Além de falar sobre suas obras, inspirações e seus métodos, a autora falará sobre como ser um escritor independente nos dias de hoje, como conciliar o amor pela escrita com outra profissão, o espaço dedicado a esse tipo de escritores, a auto-divulgação, os apoios e incentivos, além de muitos outros assuntos do dia a dia do escritor brasileiro independente.

O bate papo continuará sendo mediado pelo poeta Leonardo Gonçalves, que dará continuidade as apresentações das entrevistas. Para participar basta acessar a página do Clube de Autores no Facebook e clicar no item “Palavra Inquieta”, ou se preferir, ir direto pelo link: http://on.fb.me/gh5QD7.

Durante a transmissão poderão ser feitas perguntas pelo perfil do CdA no Twitter: @clubedeautores. Para mais informações ou sugestões, basta enviar um e-mail para atendimento@clubedeautores.com.br.

Leia Mais

Autor Luciano Rodrigues é destaque em prêmio nacional de cronistas

Recentemente, a cidade de Jundiaí, no interior paulista, realizou um concorridíssimo concurso de crônicas com o objetivo de revelar ao país uma nova safra de escritores que deve se destacar no cenário literário brasileiro.

Com mais de 600 inscritos de todo o Brasil, o Concurso de Crônicas de Jundiaí incluiu a participação de jurados membros da Academia Jundiaiense de Letras (AJL) e Academia Feminina de Letras e Artes de Jundiaí (AFLAJ) – que, já de imediato, afirmaram estarem felizes com a alta qualidade editorial apresentada.

Em meio aos finalistas do concurso, o nome de um autor do Clube chamou a nossa atenção: Luciano Rodrigues, que escreveu Crônicas Noturnas, obra recentemente publicada.

Ter autores do Clube se destacando em concursos e prêmios de todos os gêneros e por todo o país está se tornando algo cada vez mais constante – o que é a maior prova de que, aqui, está reunido um grupo ímpar e vanguardista na literatura contemporânea brasileira.

Nomes como o de Luciano Rodrigues, Edvaldo Pereira Lima, Carla Cintia Conteiro, Lêda Rezende e tantos outros estão comprovando que a literatura brasileira se escreve com uma mescla de tinta e suor – e que está apenas nos primeiros capítulos de uma história que é, no mínimo, extremamente promissora.

Ao Luciano, finalista do Concurso de Crônicas de Jundiaí, os nossos mais sinceros parabéns!!!

Leia Mais