Financiamento colaborativo começando a decolar…

Levou algum tempo mas, finalmente, as primeiras campanhas de financiamento colaborativo de livros, viabilizadas pela parceria entre Clube de Autores e Kickante, já começaram a tomar corpo.

Temos, hoje, um total de 6 campanhas no ar, com arrecadações que ja chegaram a R$ 745 (o que dá para garantir a produção de uma boa quantidade de exemplares para lançamento, diga-se de passagem).

Mas o curioso é ver como alguns dos autores estão oferecendo as opções aos usuários. A campanha Quero dar Vida a Juliete, por exemplo, trabalha com as seguintes ofertas:

Veja: são opções simples, que acabam funcionando como pacotes, e que dão ao autor uma segurança a mais para trabalhar em sua obra. Como qualquer campanha de marketing, claro, ela precisa ser nutrida e trabalhada – mas o próprio pessoal da Kickante ajuda nisso, o que faz a diferença.

Enfim… se quiser montar a sua, aproveite e comece a vender antes mesmo de terminar de escrever! É só clicar aqui e começar.

Leia Mais

Você conhece o modelo de kickstarting?

Já faz algum tempo que o mundo todo tem se voltado para o modelo de kickstarting – uma espécie de busca por apoio financeiro junto à comunidade de internautas e que, em muitos casos, viabiliza lançamentos de livros e carreiras como um todo.

Estamos começando a desenhar uma parceria aqui no Clube com a Kickante, uma das empresas brasileiras que mais tem se destacado nesse sentido. A ideia é viabilizar um apoio gratuito a escritores que buscam financiamento para tiragens maiores, eventos de lançamento ou coisas do gênero aqui no Clube. Mas, antes de fechar os próprios termos do que pode ser oferecido, preferimos perguntar aos próprios autores.

O que você acha? Que tipo de apoio você acharia importante no marketing do seu livro – principalmente considerando como resultante o levantamento de fundos dentro da comunidade de leitores (seja via pre-venda ou mesmo doação)? Escreva aqui nos comentários do blog e nos ajude a formar a base de uma parceria que pode ser muito, muito proveitosa!

Só faço um pedido: quanto mais específico for, mais fácil será entendermos e aplicarmos a ideia :-)

Ricardo Almeida.

Leia Mais