Vejamos Saramago

Esta não é exatamente uma notícia nova… mas, para quem gosta de literatura e mora (ou estiver planejando ir) a São Paulo, há uma exposição imperdível em um lugar igualmente imperdível.

Até o dia 3 de junho, o Farol Santander (na histórica sede antiga do Banespa) abrigará uma exposição sobre o José Saramago, um dos maiores mestres da literatura mundial.

Coloco, abaixo, o link para uma notícia sobre o evento. Novamente, não é uma notícia nova: mas é um evento que sem sombra de dúvidas vale ser conferido!

Screen Shot 2018-04-09 at 10.18.53

Leia Mais

Clube Select, novo selo do Clube de Autores, seleciona livros via inteligência artificial

Com a nova metodologia, pioneira no mercado editorial brasileiro, escritores independentes têm maior chance de destaque em mídia online e também nas prateleiras de livrarias parceiras

O Clube de Autores, primeira e maior plataforma de autopublicação da América Latina, lança no mercado o selo Clube Select, especializado em títulos que mais se destacam no site. A divisão foi criada com o objetivo de oferecer um maior apoio na produção e divulgação das publicações que tiveram performance geral acima da média e que, com isso, passam a ganhar destaque também nas prateleiras de grandes livrarias parceiras.

De acordo com o presidente do Clube de Autores, Ricardo Almeida, o projeto é algo inédito no Brasil. “É o primeiro selo brasileiro que dá este tipo de atenção a um livro autopublicado com intenção de transformá-lo em sucesso editorial. No mercado tradicional, primeiro é necessário passar pela seleção do editor, e a probabilidade de isso acontecer com o livro de um autor independente é muito pequena”, afirma. Almeida. O site que reúne autores independentes contabiliza cerca de 15% de todos os livros publicados anualmente no País, com um acervo atual de mais de 65 mil títulos em diversas categorias.

Para a concretização do plano e projeção do novo selo, foram feitos investimentos em tecnologia e equipe de cientistas de dados. A empresa utiliza metodologia própria que mede a performance de cada livro usando um algoritmo específico que considera, por exemplo, fatores como volume de vendas, quantidade de leitores, tração do texto, presença do autor nas redes sociais, repercussão da obra autopublicada e potencial do tema, dentre outros.

Em seguida, o algoritmo pontua cada uma das obras do catálogo de maneira dinâmica e em tempo real, indicando quais devem compor o acervo do Clube Select. “A interferência humana é mínima: aquelas publicações identificadas com taxa de conversão elevada no Clube de Autores serão selecionadas e terão apoio para maior exposição em nossa distribuição com grandes varejistas tanto online como off-line”, explica Almeida.

O primeiro a receber a nova impressão é o “Trilhando Sonhos – 365 Dias de Bicicleta pela América do Sul”, de Thiago Fantinatti (379 páginas, R$ 44,90), que relata a experiência de pedalar por 15 mil quilômetros pelo vasto continente Sul-Americano.

Recentemente, a editora firmou acordo com as varejistas Amazon, Livraria Cultura, Submarino, Americanas e Estante Virtual, o que já possibilitou aos autores terem acesso às grandes livrarias para disponibilizarem suas obras em um alcance ainda mais amplo.

Screen Shot 2018-02-26 at 10.23.29

Leia Mais

O Museu da Língua Portuguesa é dos novos poetas!

Tem alguma coisa programada para os próximos dias? Caso contrário – e se estiver pelas ruas de São Paulo – indicamos um programa perfeito: uma visita ao Museu da Língua Portuguesa.

Sempre considerei esse museu como uma espécie de lar do nosso belíssimo idioma, mas a exposição que eles organizaram e que está aberta desde o último dia 23 o fez crescer ainda mais em relevância. Sendo direto: as suas portas foram abertas para 500 poetas, inclusive (e principalmente) os independentes como, mostrando como se tem construído arte a partir do português.

Para facilitar, colarei o release inteiro do evento aqui no post – mas já reforço a indicação para que quem puder, programe uma visita urgente!

O Museu da Língua Portuguesa, Instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, que já foi palco de exposições de nomes consagrados da Literatura, como Clarice Lispector, Machado de Assis e Guimarães Rosa, abre suas portas para receber quase 500 poetas. De autores célebres aos ainda não publicados, eles estarão na Exposição Poesia Agora, que será inaugurada oficialmente no dia 22 de junho – com abertura ao público no dia seguinte.

“É a primeira vez que abrimos espaço para autores talentosos e geniais, mas ainda não consagrados. Assim, o Museu se aproxima de uma produção poética e literária contemporânea, produzida pelas ruas das cidades, onde a nossa língua evolui e se transforma”, afirma Antonio Carlos Sartini, Diretor do Museu da Língua Portuguesa.

Com patrocínio dos Correios, realização da Secretaria de Estado da Cultura e do IDBrasil Cultura, Educação e Esporte, que administra o Museu da Língua Portuguesa, Poesia Agora tem curadoria do escritor e editor literário Lucas Viriato, coordenação artística de Domingos Guimaraens e Yassu Noguchi, e cenografia assinada por André Cortez.

“É muito significativo que o Museu da Língua Portuguesa abra uma exposição voltada à produção contemporânea. Com sua abordagem sempre voltada a promover novas experiências e vivências aos visitantes, o Museu tem o potencial de cativar o público para a poesia da atualidade, aproximando-o da linguagem e dos novos autores de uma forma única”, afirma o secretário de Estado da Cultura, Marcelo Mattos Araujo.

MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA

Endereço: Praça da Luz s/n; tel.: (11) 3322-0080

Horário: de terça a domingo, das 10h às 18h (a bilheteria fecha às 17h). Fechado às segundas. Ingressos: R$ 6 e R$ 3 (meia entrada), com entrada gratuita aos sábados.

Site: http://www.museudalinguaportuguesa.org.br/noticias_interna.php?id_noticia=457

<\em>

Leia Mais

Exposição comemora os 200 anos de Charles Dickens

Inspiração não tem nacionalidade, não respeita o tempo e nem dogmas comportamentais que, a cada punhado de anos, mudam de acordo com a evolução da própria sociedade. Para escritores, beber em fontes dos imortais que abençoaram a civilização com histórias memoráveis certamente serve como um tipo de incentivo à escrita que dificilmente se encontra.

Por conta disso, consideramos que cada homenagem aos imortais merece destaque e, se possível, uma visita de todos os escritores e apaixonados pelas letras.

Na sexta-feira, a Biblioteca e Museu Morgan, em Nova York, inaugurou uma exposição sobre Charles Dckens (1812-1870), homenageando os 200 anos de seu nascimento.

Cartas, manuscritos (como “Um Conto de Natal”, de 1843) e documentos do autor recontam a sua história e permitem que o visitante “passeie” pela sua vida, revisitando os fatos que marcaram os seus textos e os seus pensamentos.

Se estiver por Nova York, não deixe de visitar o Morgan, prestar a sua homenagem a uma das maiores estrelas literárias da Inglaterra e, claro, aproveitar para se inspirar com a genialidade de Dickens.

Mais informações podem ser vistas abaixo:

Leia Mais