As livrarias se tornaram supermercados

Esse post não é meu e nem é novo. Peço desculpas ao leitor, mascarei lendo-o apenas agora e, justamente por considerar o tema extremamente importante e atual, decidi repostá-lo aqui.

Ao longo de toda a minha vida, sempre considerei livrarias como templos sagrados. Mesmo na minha infância, na cidade de Salvador, onde boas livrarias costumavam ser tão raras quanto dia de inverno, eu dava um jeito de me entrincheirar, por algumas horas que fossem, onde conseguisse mergulhar em páginas de histórias.

Em muitas delas, confesso, o conhecimento dos vendedores sobre livro era nulo. Lembro uma vez de ter pedido um livro sobre ‘reforma protestante’ e ter ouvido do vendedor que ele não tinha nada sobre esse tema, mas tinha 2 títulos sobre ‘reforma agrária’.

Ainda assim, o tempo passou. As livrarias evoluíram. Os ambientes ficaram com menos cara de mofo e mais gostosos, perfeitos para se passar o tempo. Os vendedores, guias fundamentais principalmente para quem ainda está indeciso, se informaram.

Diria que, ao menos em nossas terras, vivíamos a era dourada das livrarias.

Até que elas viraram grandes negócios. Veja: não tenho nada contra grandes negócios. Nem poderia: todo empresário, afinal, tem mais é que querer que seu negócio cresça, prospere.

Mas, no ramo de livrarias, esse crescimento acabou sacrificando justamente a literatura. Sim: hoje temos ambientes mais confortáveis que na década de 80 – mas com níveis de (des)conhecimento dos seus “guias” quase igual.

Um retrocesso tenebrosamente triste.

Vale conferir o artigo (clique aqui) – antes que me alongue tanto que essa introdução acabe ficando maior do que o seu alvo real!

2015_833162776-2015071574627.jpg_20150715

Leia Mais

Que tal visitar uma biblioteca perto de você?

Tá… muitos acham que bibliotecas são coisas do passado, ultrapassadas, antiquadas. Não é o meu caso: no mínimo, acho que bibliotecas são o equivalente a igrejas no universo religioso. Me explico: se você é católico ou muçulmano, para ficar apenas em dois exemplos, precisa de uma igreja ou mesquita para exercitar sua fé? A resposta, provavelmente, será não: fé costuma independer de qualquer local físico.

Isso não significa que igrejas e mesquitas sejam desnecessárias: são locais sagrados, com símbolos máximos de fé, com silêncio, com uma aura de meditação que circula por cada pedaço de oxigênio.

Biblioteca é a mesma coisa. Discorda? Dê um pulo na Mário de Andrade, aqui em São Paulo, ou nas outras 6.020 que existem pelo país. Não sabe qual está mais próxima de você? Surpresa :-)

O Ministério da Cultura lançou, recentemente, um mapa completo com todas as 6.021 bibliotecas do país. Acredite: com certeza tem alguma do seu lado que merece uma visita nem que seja para te inspirar e fazer as letras fluírem com maior velocidade e facilidade.

Somos escritores: cultuemos, pois, as letras que nos definem.

Para acessar o mapa clique aqui, na imagem abaixo ou vá diretamente ao link http://bibliotecas.cultura.gov.br/busca/##(global:(enabled:(space:!t),filterEntity:space))

Screen Shot 2015-10-13 at 11.27.56 AM

Leia Mais

As 10 Bibliotecas mais incríveis do mundo

Já fizemos, aqui no blog, um posto sobre as melhores livrarias do planeta.

Apesar do crescimento da Internet e da previsão dos fatalistas quanto ao futuro da biblioteca – que sempre teve mais peso fora do Brasil do que aqui – há algumas instituições que são absolutamente incríveis e que pedem uma visita de todos os que puderem e estiverem nas proximidades.

Preparamos uma lista simples aqui com base em posts que encontramos por diversos blogs (como o Curious Expeditions, de onde saíram as fotos). Segue abaixo:

1) Strahov Monastery, em Praga (República Tcheca). A sala de Teologia reune 18 mil textos religiosos e a de filosofia, mais de 42 mil textos. Ambas são magníficas, com aquela pompa européia que faz dos ambientes obras de arte por si só.

Theological Hall - Original Baroque Cabinets

2) Biblioteca Abbey St. Gallen (Suiça)

3) Biblioteca Angélica de Roma (Itália)

http://lilwizz.files.wordpress.com/2010/03/libraries-2.png

4) Biblioteca August Herzog, em Wolfenbüttel (Alemanha)

5) Biblioteca di Bella Arti, Milão (Itália)

6) Biblioteca do Palácio e Convento de Mafra, em Mafra (Portugal)

7) Biblioteca do Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa (Portugal)

http://editoraversal.files.wordpress.com/2009/09/biblioteca-do-palacio-nacional-da-ajuda-lisboa-iii-2006.jpg?w=470

8) Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra, em Coimbra (Portugal)

9) Biblioteca Palafoxiana, na Cidade do México (México)

10) Biblioteca do Congresso Americano, em Washington DC (EUA)

Leia Mais