Números reais que cismam em negar que o mercado do livro realmente esteja em crise

Quem lê as notícias e colunas e relatos e desabafos de velhos editores sobre o mercado do livro corre o risco de achar que, em um futuro brevíssimo, ninguém mais lerá no Brasil. Entre campanhas mendicantes e notícias de recuperação judicial, afinal, a que outra conclusão se pode chegar? 

Pois bem: do nosso lado, das trincheiras da literatura independente, sempre falamos o oposto: não há crise com o livro uma vez que os leitores brasileiros estão cada vez mais vorazes e em maior número. O que explica as notícias negativas, então? Em nossa opinião, a falta de modernização das empresas mais tradicionais do ramo, que cismam em operar como se ainda vivêssemos na década de 80, desconsiderando o mar de novos títulos que temos todos os dias, o estilo nichado da demanda e a própria possibilidade de vender em multiformatos que vão desde o audiolivro até a impressão sob demanda (o que também praticamente destrói a necessidade de estoques tão gigantescos quanto os custos atrelados às suas manutenções).

Mas essa é so a opinião de uma empresa do mercado, certo? Errado. 

Saiamos das opiniões, então. 

Que tal deixar as notícias opinativas, tendenciosas, e olhar números brutos reais e atualizados? Todo mês, o SNEL (Sindicato Nacional dos Editores de Livros) publica um relatório chamado Painel de Vendas, contendo os números reais e consolidados de todo o setor. Estivéssemos mesmo em crise, os números seriam assustadores, certo? Veja então a realidade, abaixo, no atualizadíssimo relatório de outubro de 2018 (que você também pode baixar clicando aqui). Os dados abaixo refletem o período de 13/08/2018 a 09/09/2018 comparado a 14/08/2017 a 10/09/2017. 

  • Crescimento de vendas (em volume): 3,65%
  • Crescimento de vendas (em valor): 5,37%
  • Crescimento de ISBNs registrados: 6,40%

Se compararmos o período inteiro, de janeiro até setembro, houve um crescimento acumulado de 5,70% em quantidade de exemplares vendidos e de 9,33% em valores faturados.

Se quiser mais detalhes, pode baixar o relatório diretamente aqui.

Mas um crescimento de faturamento de quase 10% em um ano em que o país inteiro deve crescer algo como 1,4%, depois de uma recessão como nunca antes vimos, parece algo longe de caracterizar uma crise generalizada no setor… certo? 

 

Leia Mais

Livros atualizados na velocidade da Internet

Um dos grandes obstáculos que o mercado editorial tem é manter páginas de livros – principalmente quando o assunto é mais técnico ou focado em negócios – atualizadas e em sintonia com um mundo cujo dinamismo espanta a qualquer um. Afinal, se o assunto for, por exemplo, algo como “Comércio eletrônico”, como garantir que a obra não fique desatualizada no ano, mês ou mesmo semana após o seu lançamento? Afinal, a distância entre uma primeira e segunda edição costuma ser, tradicionalmente, de um ou mais anos…

O autor Marcelo Goberto de Azevedo decidiu inverter essa lógica e criar um livro sempre atualizado – e assim nasceu Mundo E-Commerce.

Segundo o site da obra (http://www.mundoecommerce.com.br/):

É o primeiro livro que tem seu conteúdo atualizado semanalmente.

A cada novo artigo gerado no blog do mundo e-commerce, o livro será reeditado para catalogar e contemplar o novo conteúdo dentro dos seguintes temas:

– Começando Agora? Siga por Aqui
– Quem te viu, quem te vê
– Despertando os Sentidos
– Serviços depois Produtos
– Divulgação Especial
– Conselhos Bons e Baratos
– Achados e Perdidos
– Informações e Políticas
– Comércio Social e Coletivo
– Personificação e Personalização
– Mais Vendas, Mais Fácil
– Convertendo Barreiras em Pontes

Ou seja: é um livro físico que interage, de certa forma, com o mundo real. E essa interação é tão intensa que, dependendo do tempo transcorrido entre uma e outra compra, a obra pode ser totalmente diferente – mudando, portanto, na velocidade da Internet.

Quer conhecê-la melhor? Então acesse o site da obra clicando aqui ou no link http://www.mundoecommerce.com.br/Livro-Mundo-Ecommerce.aspx

Leia Mais

Capas 100% customizadas, orelhas e nomes na lombada

Depois de um intenso trabalho de desenvolvimento, lançamos, na noite de ante-ontem, um novo e aprimorado sistema de capas no Clube de Autores.

Agora, todas as capas podem ter a sua frente 100% customizada – ou seja, sem que o autor precise se prender às molduras em que apareciam título e nome do escritor. Essa mudança, no entanto, é apenas uma no pacote que lançamos.

Somando-se às capas customizadas, todos os livros terão direito a orelhas. Além de serem um espaço a mais para que o autor se apresente e apresente a sua obra, as orelhas também fazem mais peso na capa, evitando que elas enverguem e aumentando a qualidade geral.

Para completar o pacote, conseguimos também inserir nas lombadas os nomes dos títulos, para que os livros consigam ser melhor selecionados nas prateleiras dos seus leitores.

A mudança será aplicada de forma automática e gradativa a todos os títulos – ou seja: até o final da semana que vem, todos os livros pubilcados já sairão com orelhas e nomes na lombada (sem que o escritor precise fazer nada).

E, claro, as orelhas sairão em branco até que os autores configurem o texto.

Quem quiser agilizar o processo por conta própria, já alterando a sua capa e/ ou montando o texto das orelhas, basta ir a Meu Espaço, Livros Publicados, clicar em “gerenciar” e, em seguida, “editar capa” e/ ou “editar a descrição do livro” , seguindo os procedimentos indicados.

Você perceberá também que todo o fluxo de publicação de livros mudou – permitindo também que se simule o preços de custo das obras de acordo com a sua paginação antes de fazer o seu cadastramento.

Ainda há uma série de novidades que divulgaremos nos próximos dias e mesmo esse sistema será ainda aprimorado de acordo com alguns testes de usabilidade que estamos fazendo com os usuários. Mas uma coisa é fato: todos os livros deram, com isso, um grande salto de qualidade.

E o melhor: sem aumentar em nada os custos para os compradores finais.

Leia Mais