Untitled

Sim, livros são sobre as histórias que encerram em suas páginas.

E sim, boas histórias têm vida própria, captam e cativam leitores como poucas coisas no mundo.

Mas engana-se quem pensa que basta colocar palavras no papel e esperar fama e fortuna.

Há que se perder um pouco o romantismo aqui – e digo isso com a experiência de quase dez anos à frente do Clube de Autores, maior site de autopublicação da América Latina e um dos maiores do mundo.

É preciso perder o romantismo e encarar seu livro como um produto. A história é boa? Ótimo: mas isso é o mínimo.

A capa é incrível? Sem isso, dificilmente seu livro chamará a atenção das pessoas. Sua obra tem o registro do ISBN? Se não tiver, ela simplesmente não será comercializada nas grandes livrarias como Cultura, Amazon, Saraiva.

Seu texto está revisado? Não há história que sobreviva sem um português correto.

E a divulgação? Está ativamente cuidando dela ou acredita que leitores chegarão em sua obra, driblando as milhares de outra pelo caminho, por milagre?

Não há segredo em gerar bestsellers. Há talento do autor envolvido? Sim.

Mas há, principalmente, muito trabalho, muito esforço, muita dedicação inclusive a tarefas que nada tem a ver com escrever.

Quer o seu lugar ao sol? Então arregace as mangas e agarre-o.

Leia Mais

Trabalhe seu livro

Você está buscando o devido reconhecimento como escritor?

A hora é agora.

Não será, já antecipo, uma jornada fácil: há dezenas de milhares de novos escritores competindo por olhos todos os anos, meses, semanas, dias. A cada hora que passa – ainda bem – novas histórias incríveis são publicadas aqui no Clube, todas contribuindo com um movimento evolucionário sem paralelos do mercado editorial brasileiro.

E cada uma delas, claro, está atrás da mesma coisa: a atenção, a concentração, a imaginação sempre esfomeada da massa anônima de leitores.

Para autores, o mercado editorial sempre foi um dos mais ferozes campos de batalha.

O que mudou?

A democratização da oportunidade.

Se você não leu ainda os últimos posts aqui no blog sobre o Clube Select, recomendo que o faça. Pela primeira vez no mundo, livros autopublicados estão recebendo tratamentos tão sofisticados quanto os grandes bestsellers em um movimento pioneiro de desvendamento de novos talentos.

Se acredita em suas histórias e em sua carreira, publique seu livro aqui no Clube. E esforce-se, escute críticos, aprimore seu “produto”, deixe-o nas condições perfeitas para que ele possa fazer parte do acervo do Select.

Trabalhe seu livro.

Nós, daqui do Clube, faremos o possível e o impossível para apoiá-lo.

Leia Mais

20 dicas quentes para divulgar seu livro

Como divulgação de livros é sempre, sempre um tema demandado e importante por aqui, hoje recomendarei a leitura de um artigo feito no Administradores.com já há algum tempo (mas que continua atual).

Nele, acrescento apenas a minha dica:

Dica 21: JAMAIS PUBLIQUE SEU LIVRO APENAS COMO EBOOK. Afinal, não é só o fato de que 89-98% das vendas no Brasil sejam de impressos, mas também o de que publicá-lo em papel é totalmente gratuito aqui no Clube. Assim, o que exatamente você teria a ganhar ao não publicar no formato preferido dos leitores?

Quer ver as outras 20 dicas? Clique aqui ou na imagem abaixo!

Leia Mais

Hoje há história sendo feita em nossa frente

Por favor, que ninguém encare este post como político e partidário: não é o caso.

Mas hoje, dia 24 de janeiro, temos um ex-presidente sendo julgado em segunda instância por corrupção, podendo inclusive sair preso.

Não pretendo, aqui, fazer coro para um lado ou para outro: acredito que todos já temos uma opinião formada e na torcida pelo desfecho que mais agrada as nossas próprias consciências.

O ponto aqui é outro: hoje, aconteça o que acontecer, há história sendo feita. Hoje, pela primeira vez, o Brasil terá um ex-presidente oficialmente liberado ou condenado, sob urros irados e aplausos incandescidos.

Nós, escritores, nos habituamos a encontrar enredos nas salas mais escuras das nossas próprias imaginações: inventamos mundos como quem troca de camisa. É o que mais gostamos de fazer, afinal.

Mas são raras as vezes em que enredos fortes, indiscutíveis, se desdobram perante nossos olhos. São raras – mas hoje é uma dessas ocasiões.

Assim, quer você torça para um ou para outro desfecho, guarde um pouco de energia para celebrar o simples fato de que está testemunhando, em primeira mão, um dos dias realmente decisivos da história do nosso país. E isso, para um escritor, certamente vale muito.

Leia Mais