6 motivos que comprovam que o melhor momento para ser um escritor é hoje

Às vezes converso com alguns escritores que dizem que o maior sonho deles era ter nascido em outros tempos – algo como a Paris do começo do século XX, a Londres vitoriana ou mesmo o Rio do final do século XIX.

Eu discordo de todos.

Em minha modesta opinião, o melhor momento para escritores é agora.

Veja seis motivos que confirmam que vivemos na era perfeita para escritores:

  1. Livros são baratos e onipresentes. Já imaginou a dificuldade que os arcadistas do século XVIII tinham, lá em Ouro Preto, para acessar a literatura? Hoje, pagando menos de um almoço, compra-se uma obra prima que pode ser digerida no formato que preferir – impresso, digital ou áudio. Os limites para o acúmulo de conhecimento e inspiração são praticamente inexistentes.
  2. A informação é plena. Nem consigo imaginar o tamanho da pesquisa que Mário de Andrade teve que fazer para escrever Macunaíma. Sei que ele rodou a Amazônia e o restante do país e que levou anos compilando as lendas que fizeram nossa alma brasileira. Hoje, até podemos (e devemos) viajar para desbravar o mundo com nossos próprios olhos – mas temos o apoio fundamental da Internet como ferramenta perfeita de pesquisa. Quer estudar algo para um novo romance? Basta abrir o Google e começar a navegar.
  3. O acesso ao público depende apenas de você. Costumamos achar que a vida de escritores do passado era fácil, que bastava que eles escrevessem para serem magicamente descobertos por editores e conseguirem suas famas. Ledo engano: se hoje temos acesso a apenas um punhado de autores do passado é porque muitos, mas muitos MESMO, deixaram o mundo sem conseguir se publicar. Concorrência no mercado editorial sempre foi imensa – mas a diferença é que, hoje, com acesso a redes sociais, cada autor consegue criar o seu próprio público sem depender de ninguém.
  4. A publicação é gratuita. Não preciso nem me alongar muito nesse tópico: pelo Clube de Autores consegue-se publicar seu livro em um punhado de minutos.
  5. Há profissionais à disposição para te ajudar. Quer um revisor? Um capista? Um diagramador? Alguém para te guiar na burocracia do ISBN? Simples e barato: basta acessar o www.profissionaisdolivro.com.br e escolher dentre algo como 2 mil profissionais do mercado editorial que oferecem seus serviços a preços diferentes.
  6. Sempre haverá interessados em suas obras. No mundo plural que vivemos, a probabilidade de não haver público interessado em seu livro, sobre o que quer que seja ele, é mínima (ou inexistente). Pode ser que você ainda não saiba acessá-lo, claro – nem todo mundo nasce com talento para marketing. Mas com alguma pesquisa e estudo, certamente se pode criar uma estratégia de divulgação que abrirá aos autores as portas do paraíso.

the ends, clu

 

10 comentários em “6 motivos que comprovam que o melhor momento para ser um escritor é hoje

  1. Meus amigos, tenho 7 livros, bons livros publicados por vocês, e por deficiência de vocês estou sendo obrigado a publicar meu livro com outra editora.
    Porque o sistema de vocês não aceita um livro de 34MB?????? qual a dificuldade em vocês melhorar isso, a perse aceita o arquivo, e infelizmente não por gosto, mas por necessidade acabarei tendo que publicar lá um bom livro que terá venda garantida. Porque não arrumam isso?
    Abraços e no aguardo!
    Devolvo a pergunta:
    FALTA CORAGEM MELHORAR O SISTEMA PARA QUE POSSAMOS PUBLICAR? 👀

    1. Oi Almir! Há mesmo essa deficiência técnica, mas vamos resolver já!

      Por favor envie um email para o atendimento@clubedeautores.com.br dizendo que conversou conosco aqui no blog e que nós pedimos para que o atendimento publique seus livros diretamente por lá, burlando essa limitação.

      Às vezes não conseguimos mudar um processo automatizado inteiro (acredite, há realmente motivos importantes para isso). Mas sempre vamos tentar ao máximo resolver limitações :)

  2. Trabalhei dura para criar um Power Pont da historia,autor,Pavão Misterioso, de José Camelo de Melo.
    Na ocasião era a Revista Época muito anos la atras.
    Gostaria muito de fazer livros revistas com tal desenhos para escolas,crianças etc.vender nas bancas de revistas,não sei como fazer por causa dos direitos autorais do escritor, já muitos anos falecido.
    Se alguém aqui sabe como fazer ou quiser levar a vante me comunique.
    Waths 19 981 09 2812.
    Limeira SP

  3. Já falei que o livro que tenho em mãos não é de minha autoria e sim de minha tia que já faleceu, porém ela me pediu em vida que fizesse as ilustrações do livro, também notei que deverá ser feita uma introdução para este livro, capa , sumário e uma breve biografia da autora, no caso eu seria a organizadora, terei de digitaliza-lo para enviar ao clube dos autores com o objetivo de ser avaliado, para que seja publicado!

    1. Oi Marta! Nós somos uma plataforma de autopublicação, nã uma editora – é importante frisar isso. Ou seja:aqui, você mesma publicará o livro diretamente. Não fazemos nenhuma avaliação, capa, sumário ou nada. Tudo deve ser feito diretamente pelo autor, que publica o livro aqui quando ele estiver 100% pronto.

  4. Eu tenho um livro com quase 300 pa´ginas. Se eu fizesse uma tiragem de 500 exemplares, quanto me custaria?
    Vocês se encarregariam da distribuição pelo Brasil?
    Qual a média que um diaramador, capista e revisor me cobrariam?
    Respondendo a estas perguntas ficarei satisfeito.

    1. Oi Mauro. Dá uma olhada nesse post aqui, onde explicamos como funciona a operação para grandes tiragens: http://blog.clubedeautores.com.br/tag/grandes-tiragens

      Em linhas gerais:

      1) Precisamos que você contate o atendimento@clubedeautores.com.br para que passe as características do livro. Você disse 300 páginas, mas… qual o tamanho do livro? Que tipo de papel prefere? O miolo é preto e branco ou colorido? Sem essas informações não conseguimos cotar. Se não as souber, fique tranquilo que nosso atendimento o guiará pelas escolhas.

      2) Nossa distribuição é digital e inclui Livraria Cultura, Amazon, Estante Virtual, Submarino, Americanas e algumas outras lojas. Seu livro será vendido nos sites de todas essas (desde que cumpra os requisitos exigidos por elas, como ter ISBN). Mas ter os livros físicos expostos em suas vitrines depende das demandas das lojas, e não de nós. O que podemos te adiantar é que, hoje, a IMENSA maior parte das vendas ocorre pela Internet.

      3) Isso depende diretamente de cada fornecedor. Dá uma olhada no http://www.profissionaisdolivro.com.br, siteque reune prestadores de serviço do mercado que fazem todos esses trabalhos.

  5. Tenho alguns rascunhos e um está sendo revisado por uma amiga que trabalha com revisão de textos, livros e afins. Ela me incentiva a publicar nas plataformas virtuais e apps. Tenho muito receio, mas se não tentar, nunca vou saber, não é?!

  6. Tenho alguns trabalhos,só não estou conseguindo tempo para me dedicar a digitação deles, mas vou me esforçar e vou dar um jeito, pois eu sou como todos os outros que você conversou, gostaria de ter nascido em outra época, os trabalhos que tenho ainda só manuscritos são baseados em fatos reais e tenho que terminar minhas pesquisas para concluir, só que estou no último semestre da faculdade de artes visuais, tenho que me dedicar a isso também, tem dias que 24 horas parece pouco pra tudo que tenho que fazer, mas eu chego lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *