Histórias daninhas

Pessoalmente, eu amo tudo relacionado ao ato de escrever: o momento da inspiração, a viagem na cabeça do escritor, a concepção da história e a maneira com que ela muda a cada leitor que a digere.

Já fiz inúmeros posts sobre isso aqui no blog e, vez ou outra, acabo me pegando mergulhando no Vimeo ou Youtube buscando filmes sobre o assunto. Hoje, achei este.

E recomendo para quem quiser terminar a semana mais inspirado.

Histórias Daninhas from Histórias Daninhas on Vimeo.

Leia Mais

Livrarias que nos revendem

Distribuir ebooks é mais complicado do que parece: a negociação com livrarias é quase individual (mesmo quando se atua com um intermediário assumindo o papel de distribuidor), o processo técnico de sincronização de catálogos é assustadoramente manual e a conciliação dá um trabalho impressionante.

Ainda assim, está claro para nós que ter livros distribuídos em lojas eletrônicas é o mesmo que abrir canais de venda FUNDAMENTAIS para autores independentes. Até a sorte acaba ajudando: como há poucos títulos em português autorizados a serem revendidos em formato digital, livros independentes acabam ganhando um destaque muito, muito maior do que em livrarias físicas convencionais.

Mas há regras que precisam ser observadas: a Amazon, por exemplo, apenas aceita formatos EPub – e eles testam minuciosamente para garantir que os arquivos estejam tecnicamente perfeitos; o Google, por sua vez, aceita trabalhar com PDFs tranquilamente; e assim por diante.

Para responder a muitas das dúvidas, subimos recentemente no site do Clube uma área que detalha as livrarias que nos revendem. Para acessar, clique aqui.

Também colocamos, abaixo, uma tabela explicativa bem prática.

Uma observação: estamos trabalhando na integração com a Saraiva. Alguns dos livros do Clube estão lá, mas estamos com algumas questões técnicas sendo resolvidas e, por isso, não os colocamos na tabela. Já já isso muda :-)

Quer um conselho? Autorize já a publicação do seu livro nesses canais. Como dizem, estar presente pode não ser garantia de sucesso nas vendas – mas estar ausente é, sem dúvidas, garantia de fracasso!

Leia Mais

Feliz 2014 :-)

Alguns anos são leves, quase tediosos. Poucos grandes acontecimentos, muita rotina e uma relativa calmaria geral.

Não foi o caso de 2014.

Hoje entramos oficialmente no primeiro dia do último mês deste ano. Em 11 meses, passamos por manifestações, Copa do Mundo, uma crise como faz tempo não víamos, eleições, denúncias e prisões nos mais altos escalões e todo um turbilhão de emoções que mexeram com os ânimos de muitos, muitos brasileiros. E, claro, entre tantos acontecimentos tivemos ainda que trabalhar e – obviamente – escrever. E arredondar nossas histórias, fazer os ajustes finos, lançar.

2014 está terminando de maneira intensa – muito intensa.

Anos assim são bons: nos garantem todo um acervo de histórias para que contemos em nossos contos, poemas e romances.

Ainda está cedo para desejar um bom 2015 a todos os escritores do Clube, mas me arrisco a desejar um feliz 2014. Espero que esse ano tenha sido realmente repleto de emoções e intensidades exageradas, quase insanas. Intensidades inspiram histórias – e histórias, afinal, são o sangue que pulsa nas veias de todos os escritores.

Que as tantas experiências que se somaram (e que ainda se somarão pelos próximos 31 dias) se transformem em histórias fabulosas no ano que vem.

Leia Mais