Uma história que começou na autopublicação

Recebemos ontem o depoimento de um autor daqui do Clube, o Renan Borges, que recentemente foi convidado a integrar o time de uma editora tradicional.

O relato dele é semelhante ao de muitos autores que começam aqui e que, com o tempo, são “descobertos” por editoras mais tradicionais – motivo pelo qual decidi publicar aqui no blog. Veja abaixo – é uma história que, no mínimo, vale a pena ser compartilhada por representar um caminho seguido por tantos outros escritores brasileiros.

Então decidi que queria um livro. Reuni todos meus textos em um único arquivo e comecei a pesquisar na internet sobre editoras. Como não obtive nenhum patrocínio decidi buscar no Google publicação de livro grátis quando pela primeira vez acessei o Clube de Autores.

No começo senti aquela desconfiança e somente após registrar minha primeira obra decidi arriscar. Fiz o cadastro e não entendia absolutamente nada sobre medidas de livros e os layouts para download foram e são muito úteis até hoje.

Enfim, hora de lançar o Simplesmente Pensando, meu primogênito. Eu virei meu cliente e comprei exemplares para ver o resultado, e quando o livro chegou tive uma maravilhosa surpresa. Bem embalado e com um ótimo acabamento. Era isso que eu precisava. Um espaço para divulgar meu trabalho e também ter um livro de qualidade impresso.

Outros livros foram lançados e sempre utilizei o layout pocket. Recentemente decidi unir todas as obras e dar vida ao “Tudo que Senti”, livro esse que foi revisado, diagramado e teve a capa criada pelo profissionais do livro “oferecido no Clube de Autores”.

Mas eu desejo mais e acredito que todos tem um lugar ao sol. Comecei a fazer contatos que geraram contatos e fui de encontro à Editora UNO.

A editora Márcia, sempre gentil, respondeu a todas minhas perguntas e me passou uma grande segurança.

Decidi enviar meu livro até então recém compilado “Tudo que Senti” e para uma grata surpresa fui contemplado e assinei um contrato de 3 anos.

Outros livros sem dúvida virão. Oportunidades aparecerão. Mas não tenho dúvidas de que o Clube dos Autores foi um primeiro passo a materialização do meu sonho.

Quem sabe eu não publique novamente pelo site? Afinal o futuro é tão incerto. E sei que serei muito bem recebido e terei o excelente suporte que sempre tive.

Renan Borges.

7 comentários em “Uma história que começou na autopublicação

  1. Publiquei meu primeiro livro de casos crônicas e contos no clube e estou muito satisfeito. Parabéns pelo seu novo contrato e espero que as editoras e livrarias vejam com bons olhos outras muitas obras publicadas aqui. Um abraço.

  2. Muitos dos autores do CDA hoje estão em editoras tradicionais, o que é também meu caso. Porém, eu prefiro deixar alguns dos meus filhos aqui, com vocês. É aquela coisa de confiança e parceria, que já temos a muitos anos. Nunca tive nenhum problema, e quando tive, o CDA sempre se mostrou pronto a me amparar e ajudar.

    1. Renam boa tarde. fico feliz pelo seu contrato. mas gostaria que vc me desse um tel de contato,pois nao tive a mesma sorte que voce.enviei meu livro paguei a publicaçao e a gentil Marcia me tratou muito bem porém até hoje estou esperando meus livros chegarem quase dois anos ,os numeros que tenho nao atendem mais.paguei as parcelas todas e mais 400,00 reais. nao sei mais o que fazer a nao ser processa l me sinto lesada pela Editora. aguardo contato.desde já agradeço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *