Spritz e a leitura acelerada

Você pode não saber disso mas, em média, nós lemos a um ritmo de 220 palavras por minuto. Dado irrelevante? Pode ser que sim – mas que acaba “ditando”, por assim dizer, uma espécie de limite de quanto conseguimos ler e compreender.

Há uma enormidade de discussões sobre o quão efetivo é acelerar esse ritmo dados os possíveis efeitos negativos na compreensão textual – mas uma empresa fez um teste que vale conferir. Trata-se da Spritz, um leitor que busca acelerar a entrega de palavras (uma a uma) para ajudá-lo a ler mais rápido.

Em um primeiro olhar, é esquisito: eles entregam palavra a palavra, uma a uma, forçando-o a mudar a maneira de ler. Mas sabe de uma coisa? Até que não é tão mal assim.

Não dá para dizer que isso realmente mudará a maneira de lermos – mas o mínimo que podemos fazer enquanto autores é testar e experimentar diferentes hábitos de leitura, correto?

Então, se tiver um tempinho livre, vá a Spritzinc.com e navegue pelo site. Ele abre em inglês mas você pode selecionar a bandeira de Portugal para entender a proposta deles em nosso sagrado idioma.

Para acessar, clique aqui, na imagem abaixo ou vá diretamente ao link http://www.spritzinc.com/

Um comentário em “Spritz e a leitura acelerada

  1. Interessante… Testei a 700 palavras por minuto e é possível se acostumar rapidamente. Fiquei curioso a testar o aplicativo com algum livro mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *