Infográfico: a evolução dos ebooks didáticos

Sim, ebooks estão crescendo em todo o mundo. Não se discute isso, muito embora caiba ainda a ressalva de que, ao menos em termos absolutos, as vendas de impressos sob demanda também tem crescido em ritmo semelhante.

Mas, dentre todos os segmentos literários, um tem realmente apontado uma tendência concreta de “troca” de formato: o didático. Os motivos são óbvios: diferentemente de romances ou livros de poesias, livros didáticos são fortemente utilizados para consultas, desenhando um padrão de leitura muito pouco linear. E versões impressas são, por natureza, limitadas nesse aspecto: afinal, apenas em ebooks se consegue fazer buscas por assuntos específicos, acessar outras referências de estudo relevantes e assim por diante.

Recentemente, nos deparamos com uma pesquisa americana que aponta justamente esse movimento e que colocamos abaixo. Confira você mesmo:

Leia Mais

Você segue o nosso Twitter?

Volta e meia aproveitamos esse espaço aqui para falar sobre o nosso Facebook – mas quase sempre acabamos nos esquecendo de mencionar o Twitter!

Nos últimos dias, aliás, a rede passou a barreira dos 5 mil seguidores, com um propósito um pouco diferente do Facebook e que recomendamos para todos os autores.

Enquanto, no Face, abordamos mais questões relacionadas a dicas para escritores e mesmo o atendimento direto, o Twitter acabou se transformando, com o tempo, em uma espécie de central de notícias sobre o mercado editorial (incluindo lançamentos, novidades que podem interessar a escritores independentes e assim por diante).

Se você ainda não nos segue, comece agora mesmo: twitter.com/ClubeDeAutores

#ClubeNasRedes ;-)

Leia Mais

Lembra das 29 dicas que publicamos no Facebook para escritores independentes?

Um dos problemas que mais atormentam os seguidores de redes sociais é a alta perecibilidade dos posts.

Viu algo interessante hoje no Facebook ou Twitter? Então é muito provável que, em alguns dias, esse conteúdo já fique soterrado por posts novos e acabe caindo no esquecimento.

Por conta disso e a pedido de alguns autores, separamos as 29 dicas que postamos em janeiro em um album específico no nosso Facebook. Quem quiser acompanhar agora pode fazê-lo a qualquer momento – basta ir ao https://www.facebook.com/media/set/?set=a.507892475920868.113480.123478361028950&type=3

Aproveite!

Leia Mais

Assista hoje, no Canal 7, o lançamento de Dialógos I e II, de Ivonilton Fontan

Que tal um programa cultural na TV – hoje à noite?

A partir das 21:15, o programa Porta Aberta, do Canal7 (www.canal7.com.br) lançará os livros Diálogos e II, do autor Ivonilton Alves Fontan, daqui do Clube!

O canal de Teresópolis tem transmissão direta pela Internet, o que amplia o seu alcance e permite que todos possamos prestigiar o evento.

Apesar de lamentarmos apenas a impossibilidade de comprar um exemplar autografado, fica sendo essa a nossa dica para essa noite de quarta!

Veja os detalhes abaixo:

Livros: Diálogos I e Diálogos II
Autor: Ivonilton Alves Fontan
Data de lançamento na TV: Quarta-feira, 20/02, às 21:15
Programa: Porta Aberta, no Canal7
Link: http://canal7.com.br/agora/

Um pouco sobre a série Diálogos (retirado da sinopse do primeiro livro):

Uma incrível viagem através da história do Brasil feita através de “diálogos” com personagens protagonistas e anônimos.

Imagine se fosse possível, usando a tecnologia informática disponível, estabelecer contatos com ilustres (e desconhecidos) personagens da história do Brasil, desde o descobrimento, e saber deles próprios detalhes de acontecimentos históricos dos quais os livros não falam?

O que teriam a dizer Cabral, Tomé de Souza? Calabar? Araribóia? D. Pedro II?

Ou outros ainda, cujos nomes não ficaram registrados nos compêndios?

Esta é a fantástica proposta deste livro, que mistura ficção e realidade levando o leitor a vivenciar episódios reais (e aprender sobre eles), de uma maneira que somente a liberdade ficcional permite.

Como adverte o próprio autor:

REALIDADE É UMA PERCEPÇÃO INDIVIDUAL E INCOMPARTILHÁVEL

CADA UM TEM A SUA!

Leia Mais

Que tal viajar pelos cenários literários imortalizados por alguns dos mais célebres escritores do mundo?

Já imaginou como é a Macondo de Cem Anos de Solidão? E a ilha de Utopia, criada por Thomas More no século XVI?

Diferentemente de qualquer forma de expressão artística, a literatura é a única que faz com que a imaginação do leitor participe de maneira mais ativa no processo de interpretação. Afinal, com poucas referências visuais, cabe justamente ao leitor construir, em sua mente, cenários como a Camelot de Rei Arthur, o Castelo de Kafka e a Shangri-la de Horizonte Perdido, dentre tantos outros.

Mas, claro, muitas dessas obras já foram “interpretadas” por incontáveis pessoas, algumas das quais responsáveis por representações visuais no mínimo curiosas. Quer conferir?

Então acesse a nossa página no Facebook, que está com uma coleção de “interpretações alheias” bem interessantes até o final desse mês!

Para tanto, clique aqui, na imagem abaixo ou vá diretamente ao link https://www.facebook.com/cdautores

Leia Mais