Que tal escrever um livro ao vivo?

Dentre os tantos métodos de divulgação de livros que autores de todo o país tem utilizado, um nos chamou a atenção recentemente.

Sob o pseudônimo DarkWriterbr, um usuário criou uma comunidade no Orkut e está lançando o seu livro em pílulas – ou melhor, capítulos – publicados assim que chegam ao final. Ou seja: ao acessar a comunidade, o usuário pode baixar os capítulos e interagir com a história de uma maneira bastante intensa.

O público parece se identificar: aberta maço de 2010, a comunidade já conta com quase 6 mil membros que acompanham cada etapa do livro. Em seus fóruns de discussão, o autor participa de chats, tira dúvidas e responde a comentários, utilizando com criatividade os recursos de uma das mais antigas e tradicionais redes sociais brasileiras, o Orkut.

É possível que a obra seja inteiramente disponibilizada na rede, até o seu último capítulo; que parte dela seja exclusiva para quem adquirir um eventual formato pago; que os últimos capítulos não sejam publicados na Web; ou até mesmo que o livro não chegue ao fim. Verdade seja dita, o mais encantador sobre essa estratégia, inteiramente baseada na troca, é que o seu futuro é tão incerto quanto capítulos que ainda não estão escritos.

Esse tipo de troca, tão característica às redes sociais, conseguiu para o DarkWriterbr uma façanha digna de nota: arrematar fãs da sua obra antes mesmo desta estar concluída. Uma bela estratégia de marketing que, ao construir e consolidar uma audiência a partir do anonimato pleno, serve como referência para todo o mercado editorial brasileiro.

Para acessar a comunidade, clique aqui, nas imagens abaixo ou acesse o link http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=99378352

Leia Mais

Os movimentos literários

Se você escreve, é de se supor que seja também um ávido leitor.

E seja lá qual for o seu gosto literário, ele provavelmente é composto pela fusão de uma série de movimentos literários pelos quais a língua portuguesa passou – do barroco ao arcadismo, do modernismo ao simbolismo.

Mergulhar nos movimentos que originaram a forma de se fazer literatura no Brasil é, de certa forma, mergulhar nas origens de cada escritor, de cada estilo, de cada texto. Há, na Web, uma imensa variedade de textos sobre cada um dos movimentos – mas o site Brasil Escola reune uma espécie de resumo de cada e que pode abrir caminho para uma viagem incrível pela evolução das nossas letras.

Quer conhecer? Então clique aqui ou acesse diretamente o link http://www.brasilescola.com/literatura/ . E boa viagem!

Leia Mais

Que livro você quer ler agora?

Hoje, achar livros que abordem assuntos que gostemos não é nada muito difícil. Em grande parte por conta da Internet e das possibilidades abertas pela popularização da tecnologia, nunca antes se produziu tanta cultura.

Para o leitor (e autor, que também precisa de boas referências para formar o seu repertório), é como dizer que estamos em uma espécie de paraíso literário onde a nossa maior dificuldade é escolher dentre as tantas ofertas as que mais agradam os nossos paladares culturais.

E a própria Web se encarregou de disponibilizar uma ferramenta que pode ajudar os usuários a nadar pelos vastos mares de letras. O site Sinopse do Livro é inteiramente voltado para usuários que querem se aprofundar em um determinado tema, mas ainda não tem em mente um título ou autor. Ou seja: é aquele leitor que, por exemplo, ama livrs de história – mas ainda não se decidiu por qual.

O Sinopse do Livro inverte o processo de oferta e abre com um questionário, sondando o autor e os seus gostos (variando de temas a tamanho das obras que prefere ler). Apenas após dadas as respostas é que as opções de leitura são apresentadas – tudo a poucos cliques de distância.

E você? Que livro quer ler agora?

Acesse o Sinopse do Livro clicando aqui, na imagem abaixo ou diretamente pelo link http://www.sinopsedolivro.net e descubra agora mesmo!

Leia Mais

Os anos 80 dominam a amazônia

Há algum tempo, autora Laís Eiras lançou o livro 80 Maníaca (veja post completo clicando aqui). Na semana passada, soubemos que o seu livro foi destaque em eventos e na mídia do norte do país, região onde a autora mora.

Com direito a festas temáticas, entrevistas no Sem Censura e matérias nos principais jornais da região, Laís – que foi também menção honrosa no Prêmio Clube de Autores de Literatura Contemporânea – acabou conseguindo levar os estados do norte a uma viagem pelos tempos de Marty McFly, Blitz e Plebe Rude.

Além de parabenizá-la, colocamos abaixo algumas imagens das matérias que circularam sobre a sua obra.

Para conhecer e comprar, clique aqui ou acesse diretamente o link http://clubedeautores.com.br/book/4512–8_Maniaca

Leia Mais

Alterações na tabela de preços do Clube

60% dos livros ficarão mais baratos; 20% permanecerão no mesmo patamar; 20% terão os custos aumentados

Desde maio/2009, quando iniciamos nossas operações, nossos custos nunca
foram reajustados, por força não só da política adotada por nós, como
também por nossas ações junto aos fornecedores (principalmente
gráficos).

No entanto, decorridos cerca de um ano e meio, havia uma necessidade de
repormos ao menos os índices de inflação medidos pelo IGP-M da FGV, na
ordem de 8,29% no período de maio/2009 a outubro/2010, e previstos em
10,5% para este ano.

Passamos alguns meses negociando o modelo de reajuste, levando em
consideração também o crescimento no volume de vendas como um todo e,
apesar da inflação no período, conseguimos chegar aos cálculos abaixo:

– Todos os livros com mais de 100 páginas terão reajustes médios negativos (ou seja, ficarão mais baratos) de 2,5 a 5%
– Todos os livros com entre 79 e 100 páginas não terão reajuste nos preços
– Todos os livros com entre 71 e 78 páginas terão reajuste médio de 1 a 3%
– Todos os livros com entre 57 e 70 páginas terão reajuste médio de 4 a 5%
– Todos os livros com entre 40 e 56 páginas terão reajuste médio de 6 a 9%

De uma maneira geral, apenas 20% do total dos livros no Clube se
enquadram na faixa que terá aumento (40 a 78 páginas); 20%, na faixa que
permanecerá inalterada (entre 79 e 100 páginas); e 60% na faixa que
terá redução de preços.

Ainda devemos ter mais algumas rodadas diferentes – revendo, por
exemplo, algumas questões tributárias que podem permitir novas quedas de
preços. É muito possível que tenhamos algumas reduções a mais a partir
do ano que vem, sendo que manteremos a todos informados.

Leia Mais