Autora Leda Rezende é destaque na RTP de Portugal

Leda Rezende, autora do blog http://www.blogs.abril.com.br/leda e dos livros “Atalho” e “O Ato e o Todo“, ambos publicados aqui no Clube, foi destaque no programa História Devida, de Miguel Guilherme e Inês Fonseca Santos, na rádio Antena1 (RTP Portugal).

No programa, um dos seus textos foi lido na rádio, apresentando ao público português todo o talento e alma literária brasileira.

Para nós, aqui no Clube, fica o orgulho por ela ter nos escolhido como parceiros literários – motivo pelo qual colocamos abaixo o trecho do programa com a leitura, misturando alma nordestina a sotaque português.

Quem quiser conhecer os livros de Leda Rezende, basta clicar aqui ou ir diretamente ao link http://clubedeautores.com.br/search?qt=&qa=leda+rezende&q=&commit=Buscar

Leia Mais

Autora (e madrasta) Roberta Palermo é destaque na Revista Veja

Roberta Palermo, autora de “Madrasta: quando o homem da sua vida já tem filhos“, foi destaque na seção Conversa, da edição de 16/09/2009 da Revista Veja.

Em meia página, ela respondeu a perguntas sobre, basicamente, as dificuldades de ser madrasta – tarefa à qual ela se dedica já faz tempo e que a fez fundar a Associação de Madrastas, que conta hoje com cerca de 2.750 integrantes.

Reproduzimos abaixo uma imagem da matéria e do bate-papo. E, claro, quem quiser adquirir o livro da autora e se aprofundar no assunto pode clicar aqui ou se dirigir ao link http://clubedeautores.com.br/book/1627–Madrasta_quando_o_homem_da_sua_vida_ja_tem_filhos

Segundo Maria Rita D’Angelo Seixas (psicóloga, coordenadora do curso de
Terapia Familiar da Escola Paulista de Medicina), “este livro, seus ensinamentos, a maneira se ser da autora são um
estímulo para aqueles que procuram soluções alternativas humanas e
práticas para famílias recasadas, sendo também precioso para terapeutas
de família. Trata-se de uma enriquecedora leitura para quem deseja
crescer nesta área de relações normalmente tão complicada.”

Leia Mais

Capas 100% customizadas, orelhas e nomes na lombada

Depois de um intenso trabalho de desenvolvimento, lançamos, na noite de ante-ontem, um novo e aprimorado sistema de capas no Clube de Autores.

Agora, todas as capas podem ter a sua frente 100% customizada – ou seja, sem que o autor precise se prender às molduras em que apareciam título e nome do escritor. Essa mudança, no entanto, é apenas uma no pacote que lançamos.

Somando-se às capas customizadas, todos os livros terão direito a orelhas. Além de serem um espaço a mais para que o autor se apresente e apresente a sua obra, as orelhas também fazem mais peso na capa, evitando que elas enverguem e aumentando a qualidade geral.

Para completar o pacote, conseguimos também inserir nas lombadas os nomes dos títulos, para que os livros consigam ser melhor selecionados nas prateleiras dos seus leitores.

A mudança será aplicada de forma automática e gradativa a todos os títulos – ou seja: até o final da semana que vem, todos os livros pubilcados já sairão com orelhas e nomes na lombada (sem que o escritor precise fazer nada).

E, claro, as orelhas sairão em branco até que os autores configurem o texto.

Quem quiser agilizar o processo por conta própria, já alterando a sua capa e/ ou montando o texto das orelhas, basta ir a Meu Espaço, Livros Publicados, clicar em “gerenciar” e, em seguida, “editar capa” e/ ou “editar a descrição do livro” , seguindo os procedimentos indicados.

Você perceberá também que todo o fluxo de publicação de livros mudou – permitindo também que se simule o preços de custo das obras de acordo com a sua paginação antes de fazer o seu cadastramento.

Ainda há uma série de novidades que divulgaremos nos próximos dias e mesmo esse sistema será ainda aprimorado de acordo com alguns testes de usabilidade que estamos fazendo com os usuários. Mas uma coisa é fato: todos os livros deram, com isso, um grande salto de qualidade.

E o melhor: sem aumentar em nada os custos para os compradores finais.

Leia Mais

Uma viagem aos anos 80

Na noite desta quinta, 3/9, foi lançado aqui no Clube o livro “80 Maníaca“, da autora Laís Eiras. O livro permite uma verdadeira viagem no tempo para uma das épocas mais revisitadas da atualidade, em tempos de Marty McFly, Blitz e tantos outros ícones de toda uma série de gerações.

Transcrevemos, abaixo, uma descrição do livro feita por Soraya Coelho:

De tanto desejar viver na década perdida, Luisa consegue se transportar para os anos 80.Seria mais uma do De Lorean? Seria uma viagem ilícita? Ou simplesmente uma potente ferramenta do mundo virtual, conhecida como Dreams Realizator?

Entre transformações políticas, amores juvenis, o despertar do rock nacional e muito gel com glitter new wave, essa viagem no tempo é, mais que tudo, uma viagem de descobertas.

Em meio a essas revelações, Luisa reafirma seu amor pela cultura pop oitentista, desvenda os motivos pelos quais cantores meia-língua que faziam músicas sobre ursinhos de pelúcia causavam furor na mulherada, concluiu que as chacretes eram as pinups brasileiras e que o melhor lugar para alguns ídolos é realmente no pôster do armário que ficou na adolescência.

Pena que não havia celular pra registrar tudo isso. Ou um plano de minutos que transpusesse a relação espaço-tempo.
De volta pra casa, nossa heroína percebe que essa é a única década que já dura 20 anos*. E hoje vivemos tentando melhorar tudo o que aconteceu, mas com muito menos maquiagem e sem calças semi-bag.

E, para garantir um toque de realidade em meio à viagem maluca de Luísa, Algumas “testemunhas” da década (que dizem) perdida dão seus depoimentos sobre a cultura pop oitentista como Evandro Mesquita (Blitz), Clemente (Inocentes, Plebe Rude), Dé Palmeira (ex-Barão Vermelho), Luciano Nassyn (ex-Trem da Alegria), Guilherme Isnard (banda Zero), entre outros.

Quer mergulhar na história juntamente com a Luísa? Então clique aqui ou acesse o link http://clubedeautores.com.br/book/4515–8_Maniaca e adquira já essa obra!

Leia Mais

Memórias de Luz e Sombra lança um olhar inusitado sobre a história recente do Brasil

É fato que todos nós guardamos, nos nossos percursos de vida, uma parte
da história do nosso país. Seja em encontros, em atividades
corriqueiras ou mesmo ao emitir opiniões sobre assuntos densos ou
fúteis, a nossa mera existência nos coloca como ativos observadores e
agentes de transformação social.

E é com este gancho que Felicíssimo Cardoso Neto conta um dos mais
dramáticos trechos da história recente do Brasil, o golpe militar de
64, no livro Memórias de Luz e Sombra. E ele o conta pelos olhos de seu
avô e de seu pai, ambos militares, sendo o último expulso da corporação
por ter sido aliado do então presidente João Goulart.

O mais interessante do livro, no entanto, é justamente o fato do
escritor ser filho e neto real dos protagonistas – o que garante uma
linha narrativa tão rica quanto ímpar. O livro foi assunto do programa
30 Minutos, cujo trecho reproduzimos abaixo.

E quem se interessar pelo livro, basta clicar aqui ou acessar o link
http://clubedeautores.com.br/book/2608–Memorias_de_luz_e_sombra .

Leia Mais